UTI do HST humaniza ainda mais o seu atendimento

Postado por admin

Desde abril de 2018, a Unidade de Terapia Intensiva São Judas Tadeu do Hospital Santa Teresa (RJ) está diferente. A área está de portas abertas para a família dos pacientes. A implantação da humanização do cuidado através da adoção de algumas medidas aumentou a qualidade do atendimento e, consequentemente, melhorou o tratamento dos pacientes.

Apropriando-se de uma visão holística, a Unidade incluiu a família no tratamento dos pacientes. Entretanto, não é deixado de lado a qualidade técnica e estrutural do atendimento, que é referência em Petrópolis e região, principalmente na área de traumas.

Para isso, uma das diversas medidas implantadas foi a extensão do horário de visitas, que deixou de ser de apenas dois períodos de 30 minutos diários para o horário das 11h às 20h. Mas, como uma medida tão simples mudou a rotina e ajudou na melhora dos pacientes?

Referência: Ao retomar a consciência e ter um familiar ou amigo perto, o paciente reduz o risco de desorientação;

Segurança: Passando mais tempo na UTI, o familiar entende melhor a rotina de cuidado da equipe com o paciente, envolvendo-se no processo e se sentindo mais seguro;

Informação: A família passa a acompanhar de perto o quadro de seu ente querido, tendo maior acesso à informação. A equipe explica cada passo e esclarece quaisquer dúvidas para o familiar, seja sobre procedimentos e até equipamentos;

Tranquilidade: A permanência prolongada do familiar e o acesso facilitado à informação proporciona um sentimento de tranquilidade que é repassado ao paciente;

Ambiente: O ambiente hospitalar se torna menos “estranho” ao paciente com a presença da família;

Comunicação: A presença do familiar facilita a comunicação entre equipe e paciente, quando o mesmo apresenta dificuldades em fornecer informações que auxiliam no tratamento.

Outras medidas de humanização:

Visita ao lado do leito: O médico juntamente com a equipe multidisciplinar realiza a visita diária ao paciente com o familiar por perto para que o mesmo possa acompanhar a evolução do quadro do paciente;

Acompanhamento psicológico: Profissionais avaliam, identificam e acompanham os familiares que são capazes ou não de participarem deste momento difícil para todos.

Mais cuidados = mais profissionais: Todos os pacientes são assistidos através do cálculo TISS (Therapeutic Intervention Scoring System), que demanda a quantidade de profissionais no cuidado de acordo com a necessidade do paciente. Ou seja, os pacientes que precisarem de mais cuidado, terão mais profissionais à sua disposição.

Trocas: Durante todo o horário de visita estendida, são permitidas até três trocas de visitantes, possibilitando que mais familiares possam estar com os pacientes por mais tempo.

Menos tempo de internação: Após a implantação das medidas de humanização no atendimento, a média de permanência dos pacientes na UTI São Judas Tadeu diminuiu.

2018.07.24



Sem Comentários

695 Visualizações

Deixe um comentário :