Semana de Conscientização da Violência Contra Pessoa Idosa no CRI Norte

Postado por admin

Instituído em 2006 pela Organização das Nações Unidas (ONU), o dia 15 de junho é o Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra Pessoa Idosa. E, para lembrar esta data e promover a reflexão entre os colaboradores, comunidade e profissionais a refletirem sobre a importância da relação entre as gerações, como instrumento de educação para o envelhecimento e respeito à dignidade da pessoa idosa, o Centro de Referência do Idoso da Zona Norte (SP) realizou, entre os dias 13 a 15 de junho, a Semana de Conscientização da Violência Contra Pessoa Idosa.

Durante a abertura das ações, foi realizada uma oficina de jardinagem com o tema “Semeando a vida: o encontro de gerações” e contou com a participação de mais de 60 pessoas, entre idosos e acompanhantes, que deixaram mensagens solicitando respeito e reconhecimento à velhice. Na oficina de fanzine com o tema “Diálogos intergeracionais – memória e trajetória de vida”, o objetivo foi realizar a reflexão sobre a importância do direito à memória e à história como perspectiva de futuro às gerações, nesta ação contamos com 24 participantes.

Para reflexão com os colaboradores foi apresentado o jogo interativo “No Lugar Dela”, resultado de uma pesquisa realizada pela FMUSP, coordenada pela professora Ana Flávia Lucas de Oliveira. E 22 colaboradores tiveram a oportunidade de viver as histórias de 8 personagens vítimas de violência e o seu percurso na rede de atendimento às mulheres em situação de violência doméstica, o jogo foi aplicado por Débora Alonso representante da SUVIS.

O filme “Vidas Partidas” foi exibido com objetivo de refletir sobre a violência doméstica e seus desdobramentos nas relações familiares. Estavam presentes 34 pessoas, entre idosos os usuários dos serviços de saúde da zona norte. Durante a semana, foram entregues nos corredores do CRI Norte, materiais impressos, como folder informativo dos canais de denúncia e o Estatuto do Idoso com foco na prevenção da violência.

O VI Seminário “Intergeracionalidade e Direitos Humanos”destinado à participação dos profissionais da rede e estudantes, contou com a presença de 86 participantes, as palestras contemplaram assuntos como a cultura do abuso, a técnica da comunicação não-violenta, a naturalização da violência em ILPIs na prática da contenção e uma vivência sobre a relação com o tempo cronológico. Neste ano, a “Caminhada de Conscientização da Violência Contra o Idoso” em parceria com o Centro de Convivência (CRI) contou com aproximadamente 60 pessoas, foi realizada no Complexo do Mandaqui e mobilizou o entorno para visibilidade da questão da violência contra o idoso.

Para finalizar as ações, foi realizada uma roda de conversa sobre desigualdade de gênero com idosos que estavam em atividade no setor de reabilitação, por meio de uma dinâmica de grupo, onde 18 participantes refletiram sobre o modo como as expectativas sociais relativas ao comportamento de homens e mulheres podem contribuir para reforçar ou superar a violência de gênero.  Mais uma vez, reforçamos a urgência de nos prepararmos para vivenciar e respeitar a velhice, reconhecendo-a em nosso ciclo de vida com vistas à participação social, autonomia e a dignidade humana, sendo a efetivação dos direitos e a proteção social um compromisso no enfrentamento da violência e na construção de uma sociedade para todas as idades.

2018.06.25



Sem Comentários

705 Visualizações

Deixe um comentário :