OS-Santa Catarina realiza ação em prol da saúde bucal em escola

Postado por admin

No dia 3 de abril, equipes de saúde bucal das Unidades Básicas de Saúde Vila Guacuri e Laranjeiras, coordenadas pela OS-Santa Catarina (SP), se reuniram para realização da primeira ação referente ao “ART na escola”. A ação foi realizada numa Escola Municipal de Ensino Infantil, a EMEI Virgílio Távora, a partir da parceria entre as Secretarias de Saúde e Educação do Município de São Paulo.

Para a realização da ação, mobilizaram-se 12 profissionais de saúde bucal, dentre eles 5 cirurgiões-dentistas, 5 auxiliares de saúde bucal e 2 técnicas de saúde bucal. Os alunos, autorizados pelos pais, foram previamente avaliados pelos dentistas no início do ano letivo, e aqueles em que foram observadas lesões cariosas de rasa e média profundidade, condição clínica favorável a esta intervenção especificamente, foram convocados posteriormente para o ART.

As equipes de saúde bucal contaram com total apoio da coordenação e direção da EMEI Virgílio Távora, que montou no pátio da escola um mural com diversas fotos e informações sobre o ART, a fim de que pais e professores pudessem conhecer melhor este tipo de tratamento que os alunos seriam submetidos. Foram reservadas duas salas de aula com ambiente favorável e adequado para realização do atendimento. Espaços com boa iluminação natural, mesas com altura adequada, colchonetes e boa ventilação.

Os equipamentos de proteção individuais, instrumentais e demais insumos necessários aos tratamentos odontológicos, foram levados pelas equipes de saúde bucal até o local. Foram realizados 47 atendimentos, e um total de 189 dentes restaurados, sendo que, a maioria dessas crianças tiveram seus tratamentos concluídos apenas com o ART, sem necessidade de convocação para tratamento em consultório odontológico.

O Tratamento Restaurador Atraumático é internacionalmente conhecido pela sigla ART (Atraumatic Restorative Treatment) e envolve um conjunto de medidas educativas e preventivas associadas às restaurações atraumáticas. É uma abordagem de mínima intervenção que procura preservar o máximo de estrutura dentária e que dispensa o uso de anestesia, isolamento absoluto, uso do sugador, e instrumentos rotatórios.

Apenas instrumentos manuais são utilizados para a remoção da maior parte do tecido dental alterado (amolecido, desmineralizado e irreversivelmente lesado) pela doença cárie. Nessa técnica são empregados materiais adesivos nas restaurações, rotineiramente os cimentos ionoméricos de alta viscosidade. Tais materiais são considerados definitivos, sem necessidade destas restaurações serem substituídas por outro material, como o amálgama e/ou a resina composta.

Uma das vantagens do ART é que, por dispensar o uso de anestesia e instrumentos rotatórios, a técnica aumenta a probabilidade de maior cooperação por parte do paciente, reduzindo o tempo operatório, evitando as fobias relacionadas a punções, ruídos e vibrações e, consequentemente, gerando menor ansiedade.

A técnica é, portanto, sugerida nos cadernos do SUS para escolares e locais de difícil acesso. Dessa forma, conclui-se que o ART é uma técnica de amplo alcance social, reduzindo tempo operatório e de fácil aplicação tanto em consultório como em locais sem equipamentos, e até mesmo em locais desprovidos de energia elétrica.

2018.04.17



Sem Comentários

731 Visualizações

Deixe um comentário :