O HSI no Dia Mundial de combate a AIDS praticou o “Abraço Amigo”

Postado por admin

Com o tema “Prevenir é a melhor escolha”, o Hospital Santa Isabel (SC) reforçou a campanha corporativa sobre o Dia Mundial da Luta contra a AIDS, conscientizando sobre como se adquire o vírus, quais os sintomas e as formas de prevenção. Foi provida a troca de experiências e do incentivo a criação da tolerância social do “Não” ao preconceito. Além dos cartazes, e-mails de conscientização, do refeitório decorado com informações em cada uma das mesas, no período da manhã do dia 1 de dezembro aconteceu um “abraço amigo”. Na ocasião, médicos e demais colaboradores foram pegos de surpresa por integrantes da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) e técnicos da Segurança do Trabalho, que produziram um “abraço” de tecido na cor vermelha, símbolo da campanha, e o utilizaram para abraçar coletivamente quem passava pelos corredores. A intenção era informar que o vírus não se contrai por meio de um abraço. O “Não” ao preconceito deve prevalecer e o “Sim” ao carinho, a amizade e ao amor, não devem se afastar com o diagnóstico positivo.

No período da tarde, os enfermeiros Caio Cesar Marcelo de Melo e Pedro Luiz Maino Machado foram os protagonistas da palestra oferecida sobre o combate a AIDS e a prevenção das Hepatites. Caio começou contando um pouco da história de quando foi descoberto o HIV, o desespero de quando não existia um tratamento, pois era uma nova epidemia. Falou também do preconceito que houve, já que tratavam de uma doença que parecia na época ser exclusiva dos gays. Depois contou alguns casos curiosos como o da americana Emma Whitehead, que com 7 anos venceu a leucemia, através do vírus da AIDS (uma técnica experimental divulgada pela “The New York Times” em 2012). A segunda parte ficou por conta do enfermeiro Pedro que falou de outro tema extremamente importante: os tipos de Hepatite, sendo as mais comuns a B e a C. Explicou sobre as formas de tratamento e a prevenção.

A campanha foi bem abrangente, uma vez que todos os colaboradores foram atingidos pela campanha de luta contra a AIDS. Até mesmo quem não pôde participar da palestra, não entrou no refeitório ou não foi surpreendido pelo “abraço amigo”, encontrou, próximo ao cartão ponto, em um corredor de grande circulação, uma mesa contendo uma toalha vermelha, com uma seta piscando insistentemente. A seta apontava para uma sutil caixinha com camisinhas e o seguinte incentivo: Previna-se!

2017.12.11



Sem Comentários

746 Visualizações

Deixe um comentário :