CSC (MG) dá dicas para alunos do Ensino Médio acompanharem o ritmo do 2º semestre

Postado por admin

Depois da pausa para descanso em julho, é hora de focar novamente nos estudos, principalmente os alunos do Ensino Médio, que farão, nos próximos meses, o Enem e o PISM – Programa de Ingresso Seletivo Misto da UFJF, os dois principais canais de acesso ao Ensino Superior. Para orientar os alunos do 3º ano, ouvimos a supervisora do Ensino Médio do Colégio Santa Catarina (MG), Mariangela de Lacerda Guedes, e a psicóloga Maria Fernanda Pedroso. Ambas afirmam que, com disciplina e planejamento, é possível dar conta do recado e garantir um bom desempenho nos exames.

Embora esta segunda etapa tenha um ritmo mais acelerado, o comportamento do estudante deve ser o mesmo, destaca Fernanda. “Não é para começar a fazer diferente agora, próximo às provas de seleção. É um processo. O importante é o aluno administrar o tempo e continuar com a concentração nos estudos, a dedicação, e também, ter tempo para fazer uma atividade física. Se o jovem investe tempo de forma intensa e desenfreada apenas no estudo, em um determinado momento, pode ficar sem energia. A atividade física, seja ela uma caminhada, natação ou um passeio de bicicleta, é importante para que o aluno possa se reabastecer e conseguir ter um sono tranquilo. Neurologicamente, o descanso e o sono são fundamentais até para fixar o conteúdo estudado. Comer bem também é imprescindível”, ressalta.

Mariangela lembra que os alunos estão em período de inscrição do PISM, e este é o momento em que a ficha cai. “Eles sabem que, no fim do ano, eles têm um compromisso e querem se sair bem. Então, todos intensificam os estudos. Acho que a postura do aluno modifica muito. No primeiro semestre eles vão levando, achando que está distante, mas quando chega o segundo semestre, parece que vem uma responsabilidade maior. Eles se dedicam mais e ficam mais interessados”.

Mas a supervisora lembra que é preciso um período de descanso em meio a tantas atividades. “Vários alunos fazem inglês ou cursinho para intensificar o processo de estudos. Eu penso que, se o aluno é organizado, consegue dar conta das atividades durante a semana. No fim de semana, quando não há uma prova próxima, é preciso descansar: ir ao cinema, sair com os amigos, fazer algo de que se gosta. Um horário de estudo é fundamental para que ele consiga estudar durante a semana e folgar no fim de semana”, frisa.

Neste período, por conta do ritmo de estudo, também é natural elevar o termômetro do nervosismo. “O nervosismo surge por várias causas e é preciso avaliar o que faz a pessoa se desestabilizar. Tudo o que é novo, desafiador, nos causa certa tensão. Isso só se torna preocupante quando desencadeia um processo em que a pessoa perde o equilíbrio. Nesses casos é preciso uma orientação mais especializada. Mas o nervosismo é natural desde que esteja sob controle. Passou disso, é preciso ajuda, suporte psicológico”, alerta Fernanda.

2018.08.20



Sem Comentários

522 Visualizações

Deixe um comentário :