Alunos do CSC (MG) se preparam para a Redação do ENEM

Postado por admin

Atualmente, cerca de 95% das universidades federais brasileiras adotam o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) como forma de ingresso dos estudantes. Na prova, as matérias são cobradas com o mesmo peso, portanto, é preciso ter uma pontuação igualitária em todos os conteúdos. Desta forma, a redação é o grande diferencial do Enem, segundo afirma a supervisora do Ensino Médio do Colégio Santa Catarina (MG), Mariangela Lacerda, pois tem um peso muito grande no cálculo da nota final.

Em função do peso deste quesito no índice de aprovação no Enem, há alguns anos, o CSC adotou um sistema de correção de redação, garantindo o bom desempenho de nossos alunos. Desde então, o Colégio conta com dois corretores, que auxiliam o aluno para o exame oficial.

O trabalho começou com o Ensino Médio e, há dois anos, foi estendido também no Fundamental II. No Ensino Médio, os alunos fazem uma redação semanal avaliada pelo corretor. As temáticas de redação do Enem são questões brasileiras, problemas para os quais o aluno tem que propor uma solução. “Não é simplesmente um texto dissertativo-argumentativo. Existe uma questão de resolução. O aluno tem que argumentar, mas também propor uma elucidação para o tema. Geralmente, caem questões de saúde, educação, a situação das drogas, a internet entre os jovens, ou seja, questões que eles próprios vivenciam, o que fica bem próximo deles”, explica a supervisora.

“A importância da Redação no Enem é inquestionável. A nota da Redação é a única que o estudante tem certeza do quanto pode tirar. Em virtude de o exame ser elaborado com questões objetivas que obedecem a uma média determinada pela teoria de resposta ao item, não se sabe ao certo qual a nota que se pode ter numa questão objetiva. Já na Redação não funciona assim. Após a avaliação pela banca de corretores, o estudante tem a nota garantida dentro dos limites de zero até mil. Com uma redação bem-feita, portanto, é possível fazer com que a média do candidato cresça e ele tenha competitividade nas disputas das vagas que levam em conta a nota do Enem”, opina o coordenador de Língua Portuguesa do CSC, professor Edson Munck.

Mas só exercitar a escrita não basta. Também é fundamental procurar estar atualizado e ampliar o leque de leitura. De acordo com os especialistas, ler veículos com opiniões diferentes para você poder fazer a sua crítica, ler um bom jornal, ir ao cinema, porque assim o aluno tem uma visão mais ampla e fica mais fácil argumentar. “Uma dica importante para o estudante é ter em mente que todo o conhecimento adquirido, ao longo dos anos de formação da Educação Básica, lhe dá um repertório cultural de escolher e organizar seus argumentos. Tudo o que o jovem aprendeu e estudou, seja no ambiente escolar, no ambiente familiar e no social como um todo, incluindo manifestações artísticas de teatro, dança, exposições, tudo isso pode concorrer para que a redação ganhe um corpo argumentativo significativo e faça com que o texto desse estudante seja um diferencial”.

Graças ao trabalho intensivo com os corretores, o CSC tem mantido uma média muito boa na redação do Enem. E por que o corretor? Porque, segundo Mariangela, o professor de Língua Portuguesa ou Literatura tem contado diário com o aluno e a correção acaba ficando sugestionada. O corretor não tem contato com o aluno, não sabe quem é o estudante, sendo a avaliação totalmente imparcial.

E não é só na Redação. Em geral, no Enem, ano após ano, o CSC tem se destacado com as melhores médias de notas em Juiz de Fora e região. Já são oito anos consecutivos nessa posição. Os alunos do 3º ano têm uma carga de seis aulas todos os dias, de segunda a sábado, e uma vez por semana, aula na parte da tarde também. Mas o segredo do sucesso não é a grade curricular, apenas. “É uma equipe de professores que tem uma consciência muito profunda do trabalho e uma responsabilidade muito grande. É uma equipe, não só dos professores, mas a família também. Quando a gente precisa fazer uma intervenção numa questão de estudo ou de apoio, a família está sempre presente ajudando a escola. Essa integração é muito importante. O Santa Catarina realmente se preocupa com a formação do aluno. Há uma preocupação do professor que está sempre com um olhar muito atento e isso ajuda a equipe pedagógica. É uma equipe muito coesa, com professores realmente envolvidos com a educação”, garante Mariangela.

2018.08.24



Sem Comentários

515 Visualizações

Deixe um comentário :