UTI A reduz infecções no HEC

Postado por admin

A UTI A do Hospital Estadual Central (ES) tem mais um motivo para comemorar: a diminuição significativa do uso do cateter vesical de demora – dispositivo invasivo, utilizado para drenagem de urina. Segundo o Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH), esse fato impacta positivamente na redução do risco de infecção urinária.

Para a enfermeira do SCIH Terezinha Lopes, essa conquista deve-se à forte interface entre o SCIH e a equipe assistencial. “A presença do cateter eleva de 3% a 7% o risco de infecção. O benefício é direto”, explica a enfermeira.

“É uma estratégia em benefício dos pacientes para redução de chances de infecção hospitalar. Queria parabenizar a equipe da UTI porque isso é um critério de qualidade do serviço prestado. O mérito é da equipe”, disse Rodolfo Silva Machado, médico coordenador da UTI A.

2016.07.06



Sem Comentários

559 Visualizações

Deixe um comentário :