SEDI I: Encurtando distâncias em prol do diagnóstico precoce

Postado por admin

O Serviço Estadual de Diagnóstico por Imagem (SEDI I), localizado na Zona Sul da capital paulista, já atende 10 unidades hospitalares do Sistema Único de Saúde.

A mais recente parceria fechada em 2011 é o Hospital Estadual Américo Brasiliense (HEAB), localizado a 300 km de São Paulo e que atende pacientes de toda a microrregião de Araraquara, composta por 24 municípios. Nesse caso, o SEDI cumpre o papel de encurtar distâncias, proporcionando diagnósticos precoces emitidos com a qualidade de especialistas.

Todas as imagens dos exames de raios-X, mamografia, ultrassom, tomografia e ressonância magnética realizadas são enviadas on-line para a Central e ela retorna os laudos em até 4 horas.

Com o uso do PACS (Picture Archiving and Communication System), sistema informatizado que permite a geração e o arquivamento de imagens em alta definição, o HEAB consegue ter acesso a uma imagem mais nítida e ganha mais possibilidades de manipulação.

Para o clínico geral do Hospital, Alessandro Francischon, o laudo dos radiologistas do SEDI contribui muito no diagnóstico médico. “Algumas lesões que são quase imperceptíveis estão sendo localizadas com mais facilidade”, avalia.

Além da agilidade dos resultados, a entidade conseguiu ampliar o número de exames. No caso das mamografias, houve um aumento de 80% na produção.

Essa nova parceria acaba com o problema da falta de radiologistas em relação à demanda e, além disso, gera ganho de eficiência nos atendimentos ambulatorial e hospitalar, utilizando de forma consciente os recursos e a tecnologia em prol da ciência e da vida. “Agora com diagnósticos mais rápidos e precisos, diminuímos retornos do paciente”, pontua José Paulo Pintyá, diretor-geral do HEAB.

2012.05.24



1 Comentário

476 Visualizações

  1. Dean Laba disse:

    Very interesting topic, appreciate it for putting up.

Deixe um comentário :