Primeiro implante de coração artificial de SC é feito no HSI

Postado por admin

Uma moradora de Blumenau recebeu o primeiro coração mecânico, no Estado de Santa Catarina, após sofrer um infarto e ser submetida a um procedimento cirúrgico, no Hospital Santa Isabel (SC). O dispositivo mecânico de assistência circulatória biventricular paracorpóreo, que funciona fora do corpo da paciente, garante a circulação do sangue pelo corpo, mesmo que não haja pulsação ou batimentos cardíacos, enquanto ela aguarda por um transplante cardíaco.

A paciente de 30 anos deu entrada no pronto-socorro do HSI com um quadro de insuficiência cardíaca. Num primeiro momento os médicos fizeram o tratamento convencional para o caso, com tentativa de abertura da artéria, mas não foi possível resolver o problema. Como o infarto foi brutal, ao longo da semana, a paciente começou a ter falência do coração, o que gerou um quadro de insuficiência dos rins, fígado e a aproximou de um estado de pré-óbito. Os médicos Dr. Everton Luz Varella e Dr. Frederico José Di Giovanni decidiram, então, realizar o implante de um coração artificial para salvar a vida da paciente.

A máquina, que é dos Estados Unidos, foi trazida de São Paulo e a cirurgia foi realizada dia 26 de fevereiro, durante oito horas de trabalho. O coração artificial faz a circulação do sangue pelo corpo, mesmo que não haja pulsação ou batimentos cardíacos, por meio de dois consoles: um para o ventrículo esquerdo e outro para o direito. “O sangue do coração é sugado para fora do corpo e, através de quatro cânulas ligadas ao órgão, é irrigado para a artéria aorta e a artéria pulmonar, estabelecendo um bombeamento para todo o organismo”, explica Dr. Varella.

De acordo com a equipe médica, o quadro clínico da paciente apresenta boa evolução e ela já está na lista de prioridade para o transplante de coração.

2016.03.10



Sem Comentários

622 Visualizações

Deixe um comentário :