OSSC recebe cheque do Gesto Concreto da Campanha da Fraternidade 2014

Postado por admin

Um pequeno grupo de pessoas, representando os alunos e colaboradores do Colégio Santa Catarina (CSC), esteve no dia 26 de novembro na Obra Social Santa Catarina, no Bairro Jardim Casablanca, para fazer a entrega de um cheque no valor de R$ 18.214,50. A OSSC foi a instituição escolhida para ser contemplada com o Gesto Concreto da Campanha da Fraternidade 2014. Ao longo de todo o ano, estudantes e funcionários se mobilizaram na realização de atividades para arrecadar o dinheiro, que será revertido em benefício da Obra, como compra de equipamentos (máquina fotográfica, data show, computador) e aquisição de material para os cursos oferecidos à comunidade.

“Falei ao grupo da importância dessa ajuda para promover o ser humano que aqui é assistido, não só na qualificação profissional, mas também na melhora da autoestima e da vivência social. Falei para os meninos como funciona a nossa obra, mostrei a eles todos os nossos cômodos, expliquei um pouquinho sobre nossas atividades oferecidas gratuitamente para a comunidade e eles ficaram encantados e disseram que irão voltar mais vezes. Também falei da importância do trabalho voluntário para perpetuar o legado das irmãs”, disse Carla Cristina, coordenadora geral da OSSC-JF.

Todos os anos, o CSC realiza um gesto concreto da Campanha da Fraternidade, pois acredita que, mais do que palavras, são as ações que, de fato, servem como exemplo e são capazes de transformar realidades. Por isso, de acordo com o tema abordado na CF, a equipe pedagógica escolhe uma instituição, com relevantes trabalhos na área social, para que todos da comunidade catarinense – professores, colaboradores, pais e alunos – possam se mobilizar e ajudar. De acordo com o coordenador de Ensino Religioso do CSC, professor Juceme Rodrigues, o objetivo do colégio com o gesto concreto é consolidar ações que contribuam para a superação da vulnerabilidade social, como situações de exclusão social, além de reforçar o compromisso comunitário no cuidado com as pessoas, principalmente aquelas que, pela pobreza, estão mais vulneráveis a adoções inescrupulosas.

Em 2014, a instituição escolhida para receber o gesto concreto foi a Obra Social Santa Catarina, no Bairro Jardim Casablanca, na Cidade Alta. A instituição foi inaugurada em dezembro de 2010, pelas Irmãs de Santa Catarina, em comemoração aos 100 anos do Colégio. A construção da unidade contou com a contribuição de muitas pessoas, entre funcionários, alunos, ex-alunos e pais, que, num bonito gesto de solidariedade, uniram-se para transformar o sonho das irmãs em realidade. Agora, novamente, forças são unidas para alavancar a OSSC e ajudar mais famílias carentes.

Os alunos Matheus Muniz, da 7ª série, e Gustavo Morais, da 8ª, foram alguns dos representantes do colégio que participaram da entrega do cheque. Ambos não conheciam a Obra Social e contam a impressão que tiveram: “Gostei bastante porque deu para ter noção, a partir da explicação da Carla, como funciona a casa. Fiquei feliz de contribuir para um projeto que ajuda muitas pessoas carentes e tira adolescentes das drogas. E com esse dinheiro a Obra vai poder ajudar ainda mais pessoas”, disse Matheus. “Visitamos tudo e fiquei surpreso com a quantidade de atividades realizadas lá, como artesanato, música, atendimento médico. Também tivemos a oportunidade de conhecer alguns dos trabalhos de costura e artesanato feito nas oficinas. Esse trabalho é muito interessante porque para quem contribuiu, foi pouco, cada um fez a sua parte. Mas no total, num conjunto, é muito para quem vai ser ajudado”, avaliou Gustavo. Após a visita, os estudantes receberam a incumbência de passar de sala em sala, no colégio, para contar essa experiência aos demais colegas.

Já o aluno do 2º ano do Ensino Médio, André Felipe de Souza Mota, foi quem falou em nome de todos os alunos ao fazer a entrega simbólica do cheque: “Mais do que o valor financeiro que este cheque representa, nele estão as nossas esperanças para que o trabalho da Obra Social prospere e continue a fazer diferença na vida de tantas famílias”, declarou. André também esteve pela primeira vez no local e saiu de lá encantado com o que viu. “É tudo bem organizado e a direção é cheia de ideias para expandir os atendimentos e a oferta de cursos. É muito interessante nesse gesto concreto ver todo mundo se mobilizando, doando um pouquinho do seu dom, da sua ideia para arrecadar o dinheiro. E é legal que dessa forma, muitos alunos ingressam nessa ideia de ajudar o próximo e fazer a diferença com um trabalho voluntário”, acrescentou.

Marta Maria Munck, participante das oficinas de corte e costura, reforma e artesanato conta sua experiência. “Quando entrei não sabia fazer nada na máquina de costura. A Obra Social foi uma benção na minha vida, porque eu ficava em casa, não tinha o que fazer, terminava o meu serviço e ficava pensando besteira. Aí, fiquei sabendo da Obra e entrei, a princípio, para fazer ginástica. E através dessa atividade eu conheci as outras oficinas e me interessei. Minha vida mudou da água para o vinho. Eu costumo dizer para a professora que ali é uma terapia pra mim, não um curso. Lá a gente sempre encontra um ombro acolhedor e, se entra com algum problema, lá dentro você esquece dele e chega em casa com mais amor e carinho pra dar para aos filhos. Eu saio da Obra com a certeza de que tudo vai ser melhor. E melhorou não só a minha vida, mas a de toda a vizinhança, principalmente para as crianças que ficavam ociosas, sem ter o que fazer. Só de ver esses meninos hoje tocando um instrumento que não sabiam nem o que era e hoje fazer esse som que nós ouvimos aqui é de emocionar. É muito emocionante e gratificante, você entrar sem saber fazer nada e sair de lá com uma história de vida maravilhosa, cheia de aprendizado. E o melhor de tudo: de graça. O amor que os funcionários tem por todos nós é tão gratificante que não tem como agradecer, é só rezar todos os dias e pedir a Deus muitas bênçãos para que essa Obra nunca termine e que mais pessoas possam sentir essa felicidade que estou sentindo nesse momento”.

2014.12.03



Sem Comentários

353 Visualizações

Deixe um comentário :