Os três mitos da osteoporose

Postado por admin

A osteoporose é uma doença que afeta o metabolismo ósseo, deixando-o mais frágil, “poroso” e com risco a fraturas. Os principais fatores que causam a doença são idade, ingestão de cálcio, sexo (relação hormonal) como as mulheres na menopausa, uso crônico de medicamentos, estilo de vida (tabagismo, sedentarismo) e algumas doenças que podem estar relacionadas ao metabolismo do cálcio no organismo (doença de Chron e doenças paraneoplásicas).

De acordo com o fisiatra do CRI Norte, Midory Namihira, a prevenção pode ser feita com a adoção de uma série de medidas, como praticar exercícios físicos desde caminhada até exercícios de musculação (sempre com orientação médica ou de profissional da área da saúde), manter a alimentação adequada, não fumar, evitar excesso de álcool e não abusar do consumo de café e sal. “O consumo de alguns alimentos e bebidas favorecem o desenvolvimento da osteoporose, como café, chás escuros e bebidas alcóolicas”, conta.

Entretanto, existem alguns mitos acerca desta doença, que alguns profissionais do CRI Norte, gerido pela ACSC, irão desmistificar:

1. “A osteoporose só acomete idosos” – A osteoporose pode estar presente em algumas doenças que afetam o metabolismo do cálcio, independente de idade. “Apesar de apresentar baixa incidência em crianças e adolescentes estas faixas etárias também podem apresentar osteoporose”, reforça Gustavo Furuta, fisioterapeuta do CRI Norte.

2. “Bebo muito leite, portanto não terei osteoporose– O cálcio, presente no leite, é um dos principais componentes da estrutura óssea, mas não é o único nutriente importante para a formação do osso. “Também não devemos nos esquecer de todos os demais fatores que influenciam a osteoporose como o fumo, álcool e a atividade física”, acrescenta Renata Luri Toma, fisioterapeuta do CRI Norte.

3. “A Osteoporose causa Dor” – A osteoporose é uma doença lenta, progressiva e sem sintomas. “A melhor forma para diagnosticá-la é o exame de  densitometria óssea”, esclarece Cristiane Crescente, fisioterapeuta do CRI Norte.

 

2012.11.13



Sem Comentários

221 Visualizações

Deixe um comentário :