O verdadeiro espírito do Natal

Postado por admin

No evangelho de Lucas 2, 1-12, os anjos vêm trazer aos pastores a boa nova de que Jesus havia nascido. Ontem, no dia 25 de dezembro, comemoramos justamente o nascimento de Cristo. No Natal, mais do que papai noel, árvore de natal e uma série de símbolos criados ao longo do tempo, não devemos perder de mente o grande espírito, que é o nascimento do Salvador.

Por isso, nesta data devemos renovar a nossa espiritualidade e agradecer a Deus, que enviou seu filho em nome da Paz e para nosso bem, mesmo sabendo de seu caminho cheio de contradições, perseguição e sofrimento. Um ato de Amor Pela Vida de Deus, que sacrificou seu filho em nome de toda a humanidade.

Lucas 2, 1-12

Naqueles tempos apareceu um decreto de César Augusto, ordenando o recenseamento de toda a terra. Este recenseamento foi feito antes de o governo de Quirino, na Síria. Todos iam alistar-se, cada um na sua cidade. Também José subiu da Galiléia, da cidade de Nazaré, à Judéia, à Cidade de Davi, chamada Belém, porque era da casa e família de Davi, para se alistar com a sua esposa Maria, que estava grávida.

Estando eles ali, completaram-se os dias dela. E deu à luz seu filho primogênito, e, envolvendo-o em faixas, reclinou-o num presépio; porque não havia lugar para eles na hospedaria.

Havia nos arredores uns pastores, que vigiavam e guardavam seu rebanho nos campos durante as vigílias da noite. Um anjo do Senhor apareceu-lhes e a glória do Senhor refulgiu ao redor deles, e tiveram grande temor. O anjo disse-lhes: “Não temais, eis que vos anuncio uma boa nova que será alegria para todo o povo: hoje vos nasceu na cidade de Davi um Salvador, que é o Cristo Senhor”. Isto vos será um sinal: achareis um recém-nascido envolto em faixas e posto numa manjedoura.

 

2012.12.26



Sem Comentários

382 Visualizações

Deixe um comentário :