Noite Musical promovida por educadores do Ensino Fundamental I emociona público presente

Postado por admin

Um espetáculo de música, dança e muita alegria! Essa foi a definição sobre a Noite Musical, que aconteceu em novembro, no salão de esportes, promovida pelos educadores do Ensino Fundamental I, com a participação de professores da Escola de Música do Colégio Santa Catarina de Juiz de Fora, de alguns colaboradores e pais de alunos. Com o título “Prata da Casa, Ouro para o Mundo”, o evento reuniu cerca de 200 pessoas numa noite recheada de atrações, cuja renda foi revertida para a Obra Social Santa Catarina, alvo do gesto concreto 2014.

A Noite Musical levou os convidados para uma viagem no tempo, que relembrou acontecimentos marcantes desde a década de 1950 até os tempos atuais. “Estávamos pensando em fazer alguma coisa para angariar dinheiro para a Obra Social. E aí, pensamos em três atividades: o cofrinho, feito no início do ano, o sorteio de cestas literárias, que fizemos agora no segundo semestre, e a Noite Musical, que, a princípio, seria uma noite cultural. Mas quando nós começamos a preparar e fomos revivendo as décadas, vimos que tinha mais a ver com música. A ideia foi justamente pegar os talentos da casa”, afirmou a supervisora Sandra Mautoni.

Antes de cada apresentação, a mestre de cerimônia, a supervisora Rosângela Teixeira, lembrava alguns acontecimentos importantes que ocorreram no Brasil e no mundo no período em questão e imagens eram exibidas no telão. Logo em seguida, o público assistia a um número musical referente à época abordada. A primeira apresentação foi da professora e coordenadora da Escola de Música do CSC, Patrícia Guimarães, que interpretou a música Acalanto.

Década de 50: destaque para a 1ª Copa do Mundo realizada no Brasil, a inauguração da TV Tupi, influência de Hollywood na cultura e estilo de vida, sucessos de Elvis Presley, Carmem Miranda, Ary Barroso e Noel Rosa. Esse pouporri dos anos dourados foi apresentado pela orientadora Alda, a colaboradora Elezir e os professores da Esmu, Leandro e Frederico.

Década de 60: destaque para a chegada do homem à Lua, o surgimento do primeiro computador, a transmissão da primeira imagem em cores pela TV Tupi, transferência da capital brasileira para Brasília, inauguração da rede Globo. Na moda, o frisson das jaquetas de couro e os vestidos de bolinha. Essa foi a década do Rock, com o surgimento de várias bandas, como os Beatles e os Rolling Stones. No cenário musical brasileiro, destaque para Elis Regina. No palco do CSC, o quarteto Michele, Elisângela, Anna Paula e Fábio relembraram os sucessos “Toma um banho de Lua” e “Estúpido Cupido”. Em seguida, as educadoras do Fundamental I arrancaram aplausos com uma coreografia de época.

Década de 70: foram destaques o tricampeonato mundial de futebol da seleção canarinho e o Sítio do Picapau Amarelo. Na moda, forte tendência do jeans e das calças boca de sino. Década caracterizada pelos sucessos das discotecas, como mostrou o filme “Os embalos de sábado à noite”. Acompanhada do marido Guilherme, Alda soltou a voz e lembrou sucessos de Raul Seixas e Tim Maia. O número teve, ainda, a participação do professor de música Leandro e da colaboradora Elezir.

Década de 80: o início da era da informática, o nascimento do primeiro bebê de proveta no Brasil, o movimento das Diretas Já, a eleição e morte de Tancredo Neves e a estreia do Show da Xuxa foram lembrados como destaque dessa década. Na música, grades sucessos do pop rock nacional deixaram saudades. E esses sucessos foram relembrados pela dupla Zé Renato e Alex, pais de alunos do colégio.

Década de 90: marcada pelas mortes trágicas do grande ídolo brasileiro Ayrton Senna e dos componentes da banda Mamonas Assassinas, além do impeachment do presidente Fernando Collor. Na música, o estilo sertanejo caiu nas graças do povo, com destaque para as duplas Chitãozinho e Xororó, Zezé Di Camargo e Luciano, João Paulo e Daniel. E quem relembrou esses sucessos foi o trio Anna Paula, Elisângela e Michele, mãe de aluno do colégio.

Século XXI: na 1ª década, a internet se consolida como veículo de comunicação de massa e armazenagem de informação. Destaque para a morte do Papa João Paulo II e eleição de Bento XVI. Também morre o ídolo pop Michael Jackson. Na moda e na música, diversidade de estilos. E para encerrar a Noite Musical, o homenageado foi Roberto Carlos, o grande rei da música brasileira, cantor e compositor que marcou décadas e gerações. Quem o interpretou, com direito a distribuição de rosas para a plateia, foi o professor Leandro Miranda.

2015.01.07



Sem Comentários

731 Visualizações

Deixe um comentário :