Maio é o mês dedicado à Maria, mãe da esperança

Postado por admin

“Queridos irmãos e irmãs, a contemplação do rosto de Cristo, juntamente com o coração de Maria, nossa Mãe, tornar-nos-á ainda mais unidos como família espiritual e ajudar-nos-á a superar esta prova. Eu rezarei por vós, especialmente pelos que mais sofrem, e vós, por favor, rezai por mim. Agradeço-vos e de coração vos abençoo.”

(Papa Francisco – Carta a todos os fiéis para o mês de maio de 2020)

No mês de maio, celebramos Maria, a Mãe de Jesus. Dela, trazemos o maior exemplo de discípula missionária, como vemos no Evangelho de Lucas. Na narrativa após o anúncio do Anjo, Maria vai às pressas ajudar sua parenta Isabel que, com mais idade, também se encontrava grávida. Ela sai de Nazaré com destino à Ain Karin, situada a uma distância de aproximadamente 100 quilômetros.

Ao chegar à casa de Isabel, acontece a experiência do encontro: naquele momento, as vidas que estão sendo geradas nos dois ventres fazem festa, pois o Salvador vem ao mundo. Isabel reconhece essa vida em Maria e exclama, chamando-a de bem-aventurada. Maria, ouvindo essa saudação, canta as maravilhas do Senhor.

Essa é a assinatura de Maria nos evangelhos, alguém pronta e atenta ao próximo, algo intrínseco a ela. Podemos contemplar isso em seu cântico (cf. Lc 1, 46-55), quando exalta a ação do Deus de Israel, que olha com misericórdia para os seus, que ergue os humildes e sacia de bens os famintos.

Nestes tempos em que a experiência do encontro não é possível, nós convidamos cada um para que, com Maria e Isabel, possamos gerar em nós a esperança da Salvação, pedindo que ela, a Mãe da Esperança, nos ajude e nos ensine a passar por este tempo com um olhar voltado ao Deus da Misericórdia, porém com as mãos estendidas e os pés prontos para se colocarem em caminhada ao encontro daqueles que precisam. 

Que Maria, a Mãe da Esperança, nos abençoe e caminhe conosco!

2020.05.05



Sem Comentários

37 Visualizações

Deixe um comentário :