Mãe UTI Neo: mistura de sentimentos e superação

Postado por admin

Com 16 anos de experiência e dedicação, os profissionais que atuam na UTI Neonatal e Pediátrica do Hospital Nossa Senhora da Conceição (SC) recebem diariamente mães que vivenciam momentos de incertezas logo nos primeiros dias de vida de seus bebês. Sabedores da responsabilidade que tem, diante das dúvidas e preocupações destas mães, os profissionais são treinados para acolhê-las, com carinho e dedicação, ajudando-as a enfrentar esta nova jornada da vida.

Ser mãe é um dom divino e a maternidade traz um gosto doce à vida da mulher e ao mesmo tempo desafiador. Ser mãe UTI Neonatal, além desses sentimentos que afloram com a chegada do bebê, surgem emoções que jamais imaginou vivenciar. A cada dia elas são desafiadas a superar e controlar estas emoções, buscando o equilíbrio e a felicidade em um dos momentos mais marcantes da vida da mulher.

Com a cabeleireira Elizete Herdt Ballmann, mãe da pequena Isabella Herd Ballmann, de sete meses, não foi diferente. Sua filha está internada na UTI Neonatal há mais de quatro meses e, nesse período, revela que passou momentos de angustia, medo e felicidade. “Eu e minha família não estávamos preparados para lidar com a doença diagnosticada em nossa filha, desde então, o nosso maior objetivo é fazer com que ela receba muito amor e tenha qualidade de vida”, conta Elizete.

A mãe revela que a responsabilidade e o compromisso em fazê-la feliz é ainda maior. “Hoje eu vivo para ela e todo o meu esforço é para vê-la com saúde e em casa”. A cabeleireira não podia ter recebido melhor notícia esta semana, após quatro meses indo e vindo todos os dias de São Ludgero para ficar com a filha na UTI, finalmente, vai leva-la para casa. “Meu maior presente de todos os dias das mães foi esse”, descreve Elizete mãe de mais dois filhos, de 19 e 14 anos. Ela confessa que a despedida junto à equipe multiprofissional da UTI Neonatal vai ser difícil “Romper este laço que nos unem não vai ser uma tarefa fácil, pois cada um destes profissionais faz a diferença no nosso dia-a-dia. Vou levar cada um deles em meu coração”. A pequena Isabella recebeu no dia 10 de maio.

A cada bip dos aparelhos, a cada batimento cardíaco alterado e a cada conversa com o médico da unidade, é uma emoção diferente para essas mães que vivenciam uma verdadeira montanha russa dentro de uma unidade de terapia. “Ver como nossos filhos são tratados pelos profissionais deste setor além de confortante é muito gratificante, pois em nossas ausências, fazem o papel de mãe”, finaliza a cabeleireira.

Ter filhos é um delicioso caminho de descobertas, medos, anseios e, sobretudo, de muita felicidade. O importante é recebê-los com amor e trilhar o caminho da felicidade, independente, de qualquer situação que a vida nos impõe. A vida é o nosso bem mais valioso e nossos profissionais sabem dessa responsabilidade.

2018.05.15



Sem Comentários

272 Visualizações

Deixe um comentário :