Lar Madre Regina: Confira o testemunho de um cliente

Postado por admin

Em e-mail enviado para a equipe do Lar Madre Regina, administrado pela Associação Congregação de Santa Catarina, Carlos Bassi – que está em busca de um lar para sua irmã já idosa e impossibilitada de viver sozinha – dá um feedback sobre tudo o que observou na instituição. Confira a íntegra:

“Prezado Sr. Antonio,

Muito obrigado por toda ajuda que o Sr. esta dando para a minha família, pois a minha irmã é uma criatura muito sofrida devido aos longos desafios que ela teve que transpor e ainda tem.

Sei muito bem que nos dias de hoje é cada vez mais raro encontrar almas evoluídas e que se preocupam os outros, alem de ser um tema de extrema complexidade devido ao país em que vivemos, que não respeita os idosos, isto é, nós, amanhã.

O lar é um ambiente que não pode ser comparado a nada que eu havia visto até sábado, e tenha certeza que já procuramos um local digno desde que ela ficou impedida de viver sozinha, foram longos 3 para 4 anos de procura, onde os quais se aproximavam, aproximavam reitero, o custo é totalmente impeditivo para mim e penso que para mais de 95% da população brasileira, pois não há a mínima condição para arcar com despesas superiores a 10 mil reais , além de remédios, lavanderia e tudo mais. Não dá para envelhecer e não podemos parar este processo. Que pena.

Fui muito bem recebido, juntamente com a Sueli, todos os funcionários foram muito educados e carinhosos, assim como pude notar que eram com todos os moradores do lar, e sem nenhuma distinção, o que é muito bom. Pois bem, a limpeza é impecável, a organização é digna de modelo a ser seguido, e o mais importante, por mais dura que seja, para as pessoas que lá vivem, pois todos nós esperamos terminar nossas vidas no seio de nossa família, ali pude notar que eles encontraram a sua segunda família, e muitos riam, e conversavam entre si, o que é praticamente impossível presenciar em lares como este.

A Sueli, minha irmã, ficou muito entusiasmada com a possibilidade de ir morar lá, mas apesar do médico, no ato da consulta, ter informado que por ele não há impedimentos, que ela esta apta a ser transferida e morar no lar, informei a minha irmã que mais alguns passos deverão ser dados até o momento, que para ela seria a luz, mas ainda não temos uma posição final, e até acontecer devemos esperar e pedir a Deus que tudo de certo.

Muito obrigado ao Sr. e a Regina !!!!!

Carlos Bassi”

 

2011.06.16



Sem Comentários

628 Visualizações

Deixe um comentário :