Escola de Música do CSC – JF oferece vagas no curso de Musicalização para bebês

Postado por admin

A Escola de Música do Colégio Santa Catarina está com inscrições abertas para o curso de Musicalização para Bebês, destinado a crianças de oito meses a 2 anos. Os pais interessados devem procurar a secretaria da unidade para fazer a matrícula. As vagas são limitadas. Serão duas turmas, definidas de acordo com a idade da criança, às terças e quintas, das 16h às 16h45. Para participar das aulas, os bebês deverão estar acompanhados de um adulto responsável, preferencialmente da mãe ou do pai.

O curso de musicalização para bebês foi criado no ano passado e foi sucesso entre as famílias participantes. Isabel Landi, mãe da pequena Isabela, conta dos benefícios que a musicalização trouxe para a filha: “Ela entrou na musicalização com um ano e três meses e foi muito bom, porque ela interagia com as músicas, o contato com os instrumentos a acalmava e ela voltava outra pra casa. E pedia para ir à aula”. Quem também se divertiu muito com a musicalização foi o Enzo, que entrou no curso, no início do ano passado, aos onze meses de vida. “O curso despertou o Enzo para o gosto musical. Hoje ele vê um instrumento e quer chegar perto, quer tocar, e isso é super gratificante. Além disso, é um momento só meu com ele. Outro dia estive na Escola de Música para fazer a matrícula para este ano e ele já queria subir para a salinha. Isso mostra como ele gosta das musiquinhas e vibra com elas”, afirma a mãe, Simonea Cristina Vicente Ferreira.

De acordo com a coordenadora da Escola de Música, o objetivo é desenvolver a relação afetiva entre pai/mãe e filho, além, é claro, de despertar a parte musical da criança. “Trabalhar com bebê é algo bastante motivador. O diferencial da nossa proposta é trabalhar a afetividade porque acreditamos que a música proporciona esse vínculo. Nós trabalhamos os sentidos através da música, do toque na criança, estimulamos o bebê produzir sons com objetos que também exalam cheiro. E isso vai ficar na memória afetiva da criança para o resto da vida”, conta entusiasmada Patrícia Guimarães.

O curso tem o respaldo da psicóloga do CSC, que aposta muito na iniciativa. “O primeiro contato de amor da criança é a voz, a voz da mãe e a sua própria voz, através do choro. Por isso, a cantoria e o ninar têm tudo a ver para apaziguar o processo de separação que toda criança vive ao nascer. O contato com a mãe, o ninar da mãe, faz o bebê se sentir protegido, seguro e confortável, dando a ele condições para estruturar seu processo de crescimento e descoberta. A musicalização nessa fase da vida ajuda no resgate do afeto entre mãe e filho, do cuidado, do aconchego”, relata Fernanda Pedroso.

O curso tem uma aula semanal com duração de 45 minutos. O período é estipulado baseando-se na capacidade de concentração dos bebês, visto que esse é o período máximo que se consegue manter a atenção deles. As turmas têm, no máximo, oito crianças para garantir um trabalho individualizado. A Escola de Música do CSC conta com uma seleção de instrumentos especiais para o curso. Alguns instrumentos têm formato lúdico, além do kantele, uma harpa de origem celta que tem uma sonoridade de relaxamento, outra coisa muita importante para os bebês. “Eles podem tocar os instrumentos com a ajuda das mamães e isso faz com que eles fiquem mais atentos e concentrados”, afirma Patrícia.

De acordo com a professora, a música melhora as conexões neurais da criança para a cognição dela no futuro, como aprendizagem, linguagem, fala, coordenação motora, além das relações sociais. “Também ajuda na percepção de mundo, pois a criança fica mais sensível para perceber tudo em torno dela. A música faz grande diferença na vida de quem tem esse contato desde cedo. A criança que tem a sensibilidade musical respeita mais o outro. É claro que a gente espera que eles cresçam e também se tornem amantes da música, mas isso seria uma consequência, não nosso objetivo inicial”, defende Patrícia.

Resultados comprovados

A ideia de trabalhar a música na primeira infância (até os três anos de idade) se baseia em estudos desenvolvidos em diversos países sobre o assunto. É um trabalho fundamentado, com resultados extremamente satisfatórios comprovados por pesquisas científicas A musicalização para bebês é um tema antigo nos Estados Unidos e na Europa. No Brasil, foi introduzida há cerca de 35 anos.

Obviamente, a musicalização para bebês não se propõe a ensiná-los tocar algum tipo de instrumento, cuja prática deve ser iniciada a partir dos quatro ou cinco anos. Para quem acredita que os bebês são muito pequenos para serem musicalizados, existem várias pesquisas feitas sobre o assunto que provam o contrário. Uma delas, por exemplo, explica que o primeiro sentido humano a se desenvolver totalmente é a audição, tanto que hoje existem trabalhos com música para as gestantes. Segundo os estudos, até dois anos de idade o cérebro está em formação. Portanto, os estímulos em todas as áreas ajudam a desenvolver mais rápido as conexões nervosas. A musicalização ainda pode ajudar na formação da personalidade da criança, contribuindo com a socialização, o raciocínio e a concentração.
Escola de Música

Criada em 20 de abril de 2005, a Escola de Música do CSC funciona na Casa Madre Regina, prédio anexo ao colégio, na Avenida dos Andradas. O objetivo é desenvolver a musicalidade e uma maior percepção da visão de mundo, uma vez que a música valoriza as relações interpessoais e estimula o desenvolvimento integral da criança.
A Escola de Música tem grupos de coral e oferece aulas de violino, violão, teclado, flauta doce, flauta transversa, musicalização, além das Cameratas, com turmas para a Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio. A Escola de Música é coordenada pela maestrina Patrícia Guimarães e funciona de segunda a sexta, com aulas nos períodos da manhã, tarde e noite. Atualmente, conta com um corpo docente de seis instrutores e 160 alunos.

 

2014.03.28



Sem Comentários

507 Visualizações

Deixe um comentário :