HSJ investe em tecnologia na oftalmologia

Postado por admin

O Hospital São José (RJ) vem investindo fortemente na modernidade dos maquinários para oferecer o melhor tratamento aos pacientes, se preocupando com o bem-estar, conforto e satisfação de todos que precisam dos serviços da unidade. A Casa é conhecida por ser um centro especializado em tratamentos oncológicos, mas vem se destacando também por ser desenvolvido tecnologicamente em cirurgias oftalmológicas, como as de catarata, utilizando equipamentos de última geração e tecnologia de ponta. “Hoje somos um grupo de cinco especialistas da oftalmologia e atuamos em todas as áreas, como estrabismo, vias lacrimais, pálpebra, catarata, glaucoma e retina. Hoje, o hospital está totalmente equipado a nível oftalmológico, do ponto de vista técnico e humano, para atuar em todas as áreas da oftalmologia”, explica o médico oftalmologista do HSJ, João Maria Ferreira.

O tratamento oftalmológico oferecido aos pacientes, que tem início na área ambulatorial do hospital, parte da realização de exames básicos para a identificação de doenças oculares e, então, inicia a intervenção médica. “Quando existem casos mais graves, em que os pacientes precisam se submeterem ao procedimento cirúrgico, eles recebem um acompanhamento profissional para a preparação da cirurgia. “Nós temos tentado desenvolver o serviço em todos os sentidos, primeiro no sentido profissional, sentido médico, enfermagem, técnicas, para que nós possamos oferecer um bom atendimento pós operatório e não só na própria consulta de rotina, dentro do ambulatório”, comenta o médico.

Devido ao grande investimento, o HSJ recebe pacientes particulares e de convênios quanto pacientes do SUS, que são a maioria. “Nosso atendimento é majoritariamente composto pelo SUS. Hoje um paciente que necessita de qualquer procedimento ou consulta, basta ir ao seu centro de saúde e pedir encaminhamento para o HSJ. De 30 a 35 dias nós damos a resposta a esse pedido. Hoje o paciente que chegar com uma catarata na Secretaria da Saúde precisando de uma cirurgia, de 30 a 60 dias será operado. É praticamente atendimento imediato”, explica Dr. João. “Além disso, somos retaguarda da UPA. Todos os processos ou tratamentos de urgência que necessitarem, a própria UPA encaminha ao nosso serviço, que assume o tratamento do paciente totalmente grátis”, conclui.

As doenças oculares são problemas oftalmológicos provocadas por inúmeros fatores, desde causas genéticas até hábitos e estilo de vida. À médio e longo prazo elas podem causar, dentre outras coisas, dificuldade na visão e, até mesmo, em casos mais graves, a cegueira. Segundo dados da OMS (Organização Mundial da Saúde), cerca de 285 milhões de pessoas estão visualmente prejudicadas no mundo, sendo que de 60% a 80% dos casos podem ser evitados e tratados. De acordo com o último Censo Demográfico do IBGE, mais de 35 milhões de pessoas sofrem com algum grau de dificuldade visual.

A visão é um dos sentidos mais importantes do corpo humano. Ela é a responsável por 85% das informações processadas no cérebro. Por isso, merece cuidado e atenção. É fundamental para a saúde dos olhos estar por dentro das doenças que podem afetar a visão. O médico oftalmologista ainda alerta para os cuidados que devem ser tomados no dia a dia. “Não coçar os olhos; não usar lenço de pano, sempre lenço de papel e descartável. Você não pode limpar o nariz e os olhos com o mesmo lenço, pois todas as bactérias vão para dentro dos olhos”, alerta.

O especialista aproveita para acalmar os usuários de smartphone. “Pode usar o celular até oito horas, a cada duas horas fazer um intervalo de cinco a dez minutos”. Ele finaliza dando um conselho aos jovens adultos. “O ideal seria uma pessoa, a partir dos 30 anos, fazer uma consulta oftalmológica, mesmo que não sinta nada, uma vez ao ano”.

Fonte: Jornal O Diário de Teresópolis

2020.03.03



Sem Comentários

85 Visualizações

Deixe um comentário :