HSI promove campanha para comemorar o Dia Nacional do Doador de Órgãos

Postado por admin

Visando mobilizar a comunidade local, o Hospital Santa Isabel (SC) promoveu no dia 27 de setembro, em conjunto com o Hospital Santo Antônio, uma ação coletiva em comemoração ao Dia Nacional da Doação de Órgãos e Tecidos, denominado “O amor do blumenauense pela vida é tradição”.

Para popularizar a campanha, foi realizado um desfile pela Rua XV de Novembro com a presença das equipes de cada hospital, famílias de doadores de órgãos, transplantados e pacientes na fila de espera com seus respectivos familiares e amigos. Eles desfilaram em carros alegóricos utilizados durante a Oktoberfest, oferecidos como apoio pela Planetapéia, Bela Vista Country Club e Tabajara Tênis Club. Outra apoiadora da campanha é a Secretaria de Saúde de Blumenau que, inclusive, deixou a prefeitura da cidade iluminada de verde, cor símbolo da doação de órgãos, esperança para quem depende de um “sim” para viver.

Para a Dra. Karine Becker Gerent, coordenadora do HSI, o desejo é que Blumenau seja conhecida também como uma das cidades que mais doa no Brasil. “Por isso tivemos a ideia de mostrar na campanha pontos turísticos da cidade, relacionando a doação com o nosso povo. Queremos homenagear os blumenauenses que amam a vida e, apesar de toda a dor de uma perda, doaram os órgãos de seus entes queridos, o que acabou destacando Santa Catarina no cenário nacional. A ideia é estimular a doação de quem ainda tem dúvida. Acreditamos que essa campanha possa ter um papel importante nisso”, explica.

“Foi por meio do transplante que tive a oportunidade de dar sequência na vida, de ver minha pequena crescer. Por isso sou muito grato à família que disse sim à doação”, afirmou Anderson Lessa Carneiro, convidado para o desfile, que recebeu um novo coração aos 24 anos.

Além desta ação, no dia do evento, no período da manhã, a Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes – CIHDOTT, de ambos os hospitais, estiveram concentrados na escadaria da Catedral distribuindo informativos e orientando a população sobre a importância em aderir a esta causa nobre, pois para ser um doador, não é preciso deixar nada por escrito, basta apenas avisar a família sobre o desejo.

Se por um lado existe em Santa Catarina mais de 400 pessoas na fila de espera por um órgão, o estado bateu o recorde nacional de doações no primeiro semestre de 2016. Segundo dados da Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO), foram 34,9 doadores para cada milhão de habitantes. Em 2015, o índice era de 30,6. A média nacional é de 16 doadores para cada milhão de habitantes, o que faz com que Santa Catarina tenha índices comparados aos países europeus.

2016.09.26



Sem Comentários

401 Visualizações

Deixe um comentário :