Hospital Amparo Maternal completa 80 anos

Postado por admin

O Amparo Maternal celebra neste mês de agosto 80 anos de uma história iniciada em 1939, a partir da missão idealizada pelo médico obstetra Álvaro Guimarães Filho, em conjunto com a madre franciscana Marie Domineuc e o arcebispo de São Paulo Dom José Gaspar D’Affonseca e Silva em abrigar gestantes sem local para dar à luz. Seguindo o propósito de prestar serviços de atendimento a gestantes em situação de risco e vulnerabilidade social, sob o lema de “nunca recusar ninguém”, ao longo dos anos, o Amparo Maternal tornou-se referência em atendimento humanizado, realizando atualmente a média de 560 partos por mês, dos quais 71% deles são partos naturais, com a qualidade de seus serviços médicos aprovada por 97% das pacientes. Vale ressaltar que os atendimentos e serviços do hospital são realizados por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), ou seja, 100% gratuitos.

Com uma estrutura em constante renovação, o Amparo Maternal possui 104 leitos, sendo 76 leitos obstétricos, seis designados para o Centro de Parto Normal, com quartos de pré-parto, parto e pós-parto imediato (PPP). Além de cama e equipamentos de ponta, a nova estrutura conta com uma área assistencial, espaço para banheira descartável e banheiro amplo e exclusivo.

Os outros 70 leitos estão no Alojamento Conjunto, sistema hospitalar em que mãe e bebê permanecem juntos 24 horas por dia no mesmo quarto, desde o parto até a alta hospitalar. Esse sistema fortalece o vínculo entre os dois, permitindo o aprendizado e a prática dos primeiros cuidados, como banho, troca de fralda e amamentação, também com auxílio da equipe multidisciplinar. Para assegurar a saúde dos recém-nascidos em situação de urgência, o Hospital possui 28 leitos de atendimento neonatal. 

A Instituição conta ainda com Pronto Atendimento Obstétrico que, do início de 2019 até o momento, registrou média de mais de 1.700 atendimentos por mês, número que vem crescendo ano a ano.

Referência em parto humanizado

De acordo com a diretora executiva do Amparo Maternal, Fernanda Allucci, ao comemorar 80 anos de atividade, o propósito do hospital se fortalece: ser referência na excelência da assistência ao parto humanizado e seguir elevando os serviços de nascimentos na rede da saúde pública brasileira. “Temos uma conduta humanizada que estimula o parto normal como processo natural. Aqui, a gestante é encorajada a caminhar, a ingerir líquidos e ter dietas livres, além de assumir a posição que considerar mais confortável no trabalho de parto, seja deitada, de cócoras ou ajoelhada, favorecendo um nascimento seguro e saudável para a mãe e seu bebê. Individualizamos o tratamento das dores do parto de acordo com a tolerância de cada paciente”, salienta a diretora.

A maternidade também oferece curso para gestantes e promove visitas semanais para futuras mamães conhecerem sua estrutura. De acordo com avaliações internas, essas medidas elevam o grau de satisfação do cliente. Atualmente, na avaliação ambulatorial, 97% das respostas das pacientes correspondem a ótimo ou bom, envolvendo recepção, tempo de espera, atendimento do médico, higiene e espaço físico. Para a paciente que necessita de internação, o índice de aprovação está em 91%.

“Nossos números enaltecem a qualidade do serviço prestado diariamente por nossa equipe, que garante há 80 anos o nosso dever de atender com excelência, dignidade e segurança. A humanização está presente em todos os processos e pode ser notada em cada colaborador da Instituição, que se dedicam a proporcionar uma atenção diferenciada e alta qualidade nos serviços, desde a limpeza até a realização do parto humanizado, tornando a mulher protagonista do próprio corpo e assegurando o que é de direito às mães e bebês”, afirma a diretora técnica Dra. Nathália Mello e Silva.

Voluntariado e Doulas

Desde 1985, o Amparo Maternal conta com o auxílio de um corpo de voluntárias que foi ganhando reconhecimento e muitos adeptos ao longo dos anos. Das mais de 120 voluntárias que colaboram atualmente com o Amparo Maternal, 40 são Doulas, mulheres que se dedicam a apoiar as gestantes antes, durante e após o parto, orientando e proporcionando conforto físico e emocional. Além disso, a instituição oferece de tempos em tempos um curso de formação de Doulas para quem deseja iniciar essa atividade tão nobre.

Há ainda 26 voluntários que colaboram no Centro de Acolhida, abrigo provisório mantido em parceria com a Prefeitura de São Paulo. Nele, gestantes em situação de vulnerabilidade e risco social, como moradoras de rua e refugiadas de outros países, podem residir por um período determinado e participar de ações pedagógicas, artesanais e motivacionais, realizadas diariamente pelos voluntários. A intenção é profissionalizar essas mulheres para reinserção no mercado de trabalho, social e familiar, favorecendo o processo de reconstrução de vida.

Programação de Aniversário

A Casa contou com uma semana especial de aniversário, a fim de homenagear e refletir sobre a importância do trabalho realizado há 80 anos. As comemorações começaram no dia 20 de agosto, data oficial do aniversário, com uma exposição no salão de eventos do hospital, contendo fotos e documentos oficiais da Instituição, desde 1939 até os dias atuais. O Corpo Musical da Polícia Militar do Estado de São Paulo presenteou o hospital com um coral que emocionou a todos, finalizando ao som de “parabéns para o HAM”, com um bolo doado pelo ateliê de doces, Paty Piva.      

No dia 23 de agosto, uma missa foi realizada pelo Cardeal Dom Odilo Scherer, na Paróquia São Francisco de Assis, e após a missa foi oferecido um café especial a todos os presentes, patrocinado pela Victory – Excelência em Gestão de Saúde. Houve também a apresentação do coral do Centro de Acolhida, composto pelas moradoras, sob a coordenação de Marisa Serrano, voluntária que atua com o grupo todas a semanas. Todos os colaboradores do HAM e os presentes na missa de aniversário receberam chaveiros confeccionados e doados pela equipe voluntária Tecelãs do Amor Maior.  A comemoração pelos 80 anos do Amparo Maternal se estende até o dia 10 de setembro, data em que será realizado em um bingo beneficente no Terraço Itália. O valor da entrada é de R$100,00, incluindo uma cartela gratuita e chá da tarde. O kit de cartelas completo (8 bingadas, 3 prendas por rodada) pode ser adquirido com antecedência por R$ 80,00 na Rua Napoleão de Barros, 1035 – Vila Clementino, ou no dia do evento, na recepção. As cartelas avulsas custarão R$10,00. Toda a arrecadação será revertida para a unidade. Participe conosco para manutenção da Instituição, adquira seu convite ou colabore com prendas entrando em contato com as áreas de Captação de Recursos – (11) 5089-8271 e Doações – (11) 5089-8275.

Fotos da comemoração:

2019.09.03



Sem Comentários

50 Visualizações

Deixe um comentário :