HEC tem programa para envolver pacientes e familiares na tomada de decisões

Postado por admin

Dentro da política de humanização visando o bem-estar do paciente, o Hospital Estadual Central (ES) vem desenvolvendo, desde março deste ano, o Programa Institucional de Envolvimento do Paciente e Familiar para a Melhor Assistência. A iniciativa tem como objetivo promover e apoiar o envolvimento ativo dos pacientes, bem como dos familiares, no cuidado a sua saúde e reforçar a sua influência nas decisões sobre os próprios cuidados. Assim, ele tem a garantia de receber informação adequada, completa e fácil de entender, além de espaço para diálogo e a oportunidade de se envolver nas decisões sobre suas preferências de cuidado, dentro das boas práticas.

A reunião do programa acontece mensalmente e conta com a participação do ex-paciente Anderson Paiva e de Rita Bernardo, familiar de um ex-paciente. Ainda participam representantes do Núcleo de Segurança do Paciente, do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH), Psicologia, Serviço Social, Educação Continuada, Enfermagem e Comunicação.

Para Anderson, a iniciativa tem potencial. “Eu fiquei internado no hospital em dezembro de 2017, depois voltei em fevereiro de 2018. Passei por um procedimento de retirada de tumor no meato acústico. Hoje eu estou na minha terceira revisão e tudo caminha bem. Tenho certeza que vamos construir um modelo legal e chegar nos resultados desejados, dando mais conforto aos pacientes e familiares. Vamos aguardar os resultados”, comenta.

Já a acompanhante Rita Bernardo, que esteve ao lado do sogro durante sua internação, lembra da importância de envolver o próprio paciente nas decisões. “A expectativa é que haja uma interação entre médico e paciente, na qual o paciente se sinta confortável na aplicação dessas políticas de melhoria no atendimento ao paciente, que ele também participe, mas o mais importante é que ele se sinta acolhido e inserido nesse processo, que ele possa efetivamente vir a participar de uma forma confortável”, conclui.

A médica do setor de Qualidade do HEC, Dra. Cristiana Costa Gomes, comentou o que espera dessa atuação em conjunto: “Os pacientes devem estar no centro do nosso sistema e, como tal, fazer parte da solução. Portanto, o HEC espera que todo o corpo clínico e gestores, apoiados pela liderança, os tratem como um recurso valioso para melhoria do cuidado e participem da elaboração de projetos, protocolos, procedimentos e capacitações para que consigamos envolver de maneira gradual e significativa os pacientes e seus familiares”.

Programa Institucional de Envolvimento do Paciente e Familiar para a Melhor Assistência

2019.08.12



Sem Comentários

85 Visualizações

Deixe um comentário :