HEC supera dois mil atendimentos em AVC

Postado por admin

A Unidade de AVC do Hospital Estadual Central, em Vitória/ES, ultrapassou a marca de dois mil atendimentos, uma média de 58 por mês nos quase três anos de funcionamento do serviço. Referência no acolhimento de vítimas de acidente vascular cerebral (doença popularmente conhecida como derrame) na rede estadual de saúde, o Hospital conseguiu, nesse período, um grande avanço na investigação para determinar as causas do AVC em seus pacientes.

Uma dos coordenadoras da Unidade de AVC do HEC, a neurologista Rubia Rasseli Sfalsini, afirma que todos os pacientes, hoje, deixam o hospital com a causa do AVC definida. Ela explica que isso é importante porque, a partir do momento que se define a causa da doença, é possível adotar medidas de prevenção secundária, ou seja, aquela que pode evitar a ocorrência de outro derrame.

“Realizamos a prevenção com uso de medicamentos e, associado a isso, conseguimos fazer um bom controle dos fatores de risco, como hipertensão arterial, diabetes e dislipidemia (aumento do nível de colesterol e de triglicerídeos no sangue), e também orientar o paciente quanto aos riscos do tabagismo, do consumo de bebida alcoólica e do sedentarismo”, detalha a médica.

“Nem todo paciente chega com AVC, mas são diabéticos, hipertensos ou apresentam outras doenças que podem levar ao acidente vascular cerebral. Em casos selecionados, fazemos o tratamento e realizamos a prevenção primária visando evitar que o paciente venha a ter um AVC”, explica.

2015.05.06



Sem Comentários

1.074 Visualizações

Deixe um comentário :