HCNSC recebe prêmio no 5º Fórum Latino Americano de Qualidade e Segurança em Saúde

Postado por admin

O Hospital de Clínicas Nossa Senhora da Conceição (RJ) recebeu, no último dia 13 de outubro, o prêmio Júlia Lima pelo Projeto Maternidade Segura. O Projeto foi realizado no HC entre dezembro de 2017 e novembro de 2018 e proporcionou, inicialmente, a marca de 371 dias sem morte materna. O Prêmio Júlia Lima é uma iniciativa da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein (SBIBAE) e foi criado com um objetivo central de reconhecer ações voltadas à promoção da segurança do paciente implantadas com sucesso, com resultados efetivos e mensurados em instituições de saúde da América Latina, passíveis de serem aplicadas em outras organizações.

O Prêmio é um dos mais importantes da América Latina e, além de valorizar as melhores soluções, contribui para disseminar boas práticas focadas na prevenção de eventos adversos que impactam a segurança e a qualidade da assistência. Em 2019, o evento de premiação aconteceu durante o 5º Fórum Latino Americano de Qualidade e Segurança em Saúde, que aconteceu em outubro no Hospital Albert Einstein. O HCNSC foi o segundo colocado com o Projeto Maternidade Segura, que será publicado na revista Einstein, em uma seção especial (Seção Julia Lima).

O trabalho, desenvolvido pela equipe do HC, foi coordenado pela então Gerente Regional de Qualidade e Segurança do Paciente, Drª. Daniela Cotage Sicarddi Meneses. Ela destacou a importância do prêmio para a população da região e para a Instituição. “A mortalidade materna é um problema em todo o mundo. A cada dois minutos, morre uma mulher devido às complicações no parto e gravidez. No Brasil, a situação não é diferente. Apesar dos esforços, muitos estados e municípios ainda apresentam taxas elevadas. Com o trabalho realizado no HCNSC a partir de dezembro de 2017, pudemos reduzir significativamente as taxas locais. Para a população, a conquista representa o retorno de mais mulheres para suas famílias, junto a seus bebês. Para o Hospital, representa a concretização de um trabalho sério em prol de uma assistência cada vez mais segura para seus pacientes”, destacou Daniela.

O trabalho continuará sendo realizado e com metas ousadas, garante Meneses. “A meta é zero mortes maternas. Para isso precisamos da participação de todos em esforços de melhoria contínua, da alta liderança à equipe da ponta. É fundamental compreender que, para uma assistência segura, é necessário muito mais do que um conjunto de protocolos – é preciso trabalhar com método para que o mundo ideal descrito na literatura científica se aproxime cada vez mais da prática diária.  É exatamente isso o que estamos fazendo no Projeto Corporativo Maternidade Segura com as sete maternidades da ACSC”, ressaltou.

A diretora executiva do HC, Patricia de Toledo, destacou que o trabalho realizado na Casa tem um único objetivo: melhorar a qualidade do atendimento à população. “Todas as ações desenvolvidas no HC são voltadas para a melhoria da qualidade do atendimento à população. Isso é traduzido em ações como reformas, ampliações e, também, em projetos, como o Maternidade Segura. O prêmio Júlia Lima é a materialização dos nossos esforços, parabéns a toda equipe”, finalizou Patricia.

Confira imagens:

2019.11.12



Sem Comentários

49 Visualizações

Deixe um comentário :