Gestação de Alto Risco: Cuidados que a mamãe deve ter

Postado por admin

Como o mês de maio é o mês do Dia das Mães, o Blog da ACSC reservou uma entrevista com a Andrea Vieira, enfermeira supervisora do berçário e maternidade da Casa de Saúde São José, referência no Rio de Janeiro:

Como identifico se terei uma gestação de alto risco?

A gestação consiste em um período de mudanças no corpo da mulher. Com todas as modificações fisiológicas, todo profissional que atende a gestante precisa estar apto a identificar qualquer alteração, que não seja fisiológica, e interferir se for necessário.

Para a gestante considerada de alto risco, independente da causa, este cuidado deve ser mais apurado. As orientações quanto às restrições de alimentos ou hídricas devem ser fornecidas e controladas através do peso, de retenção hídrica e principalmente controle da pressão arterial e glicemia.

A doença hipertensiva específica da gravidez é a intercorrência de maior incidência e pode levar o feto ao baixo peso, por exemplo. O aumento da glicemia pode fazer com que o feto cresça em exagero e ao nascer, estará em risco de hipoglicemia. Outro risco é a gravidez de múltiplos, onde o parto prematuro pode ocorrer com mais frequência.

Quais são os principais cuidados na gestação de alto risco?

Os principais cuidados consistem sempre em seguir as orientações do profissional médico, nutricionista, enfermeiro, enfim, do responsável pelo pré natal. Saber reconhecer sintomas de trabalho de parto também é muito importante.

Quais são suas dicas para escolher a maternidade aonde irei ganhar o meu bebê?

A melhor maternidade é aquela que se preocupa com a segurança do paciente mãe e bebê, as que possuem Acreditação Hospitalar, com UTI Neonatal e também UTI adulto, para a mãe.

2012.05.17



Sem Comentários

454 Visualizações

Deixe um comentário :