Engenharia Social: como se prevenir de ataques no WhatsApp

Postado por admin

Você utiliza redes sociais e aplicativos de mensagens com frequência? E já ouviu falar na expressão Engenharia Social? Este termo destina-se ao conjunto de técnicas de persuasão utilizadas por criminosos, popularmente conhecidos como hackers, com o objetivo de obter informações sigilosas, tanto pessoais como organizacionais.

Abordar esse assunto é importante, pois serve de alerta sobre uma prática recorrente, mas que nem todos os usuários sabem que podem ser alvo de ataques dos hackers. Com o avanço da tecnologia e com o fácil acesso da população aos telefones celulares, redes sociais e aplicativos de mensagens instantâneas, por exemplo, os criminosos passaram a atacar pessoas comuns e o número de atingidos não para de subir.

Nesta época do ano, em que há o aumento do consumo de produtos e serviços, os ataques na plataforma do WhatsApp são cada vez maiores. Apesar de conter recursos de segurança pré-instalados, estima-se que o crime de clonagem do aplicativo já tenha atingido 8,5 milhões de brasileiros. Entre os prejuízos que o golpe causa aos usuários, estão o vazamento de conversas e informações pessoais e o envio de links maliciosos e de solicitações de dinheiro aos contatos. Caso perceba alguma atividade suspeita na sua conta ou sessões ativas desconhecidas no WhatsApp, desconfie: seu aplicativo pode ter sido clonado.

Garanta a segurança máxima do seu aplicativo

O WhatsApp lança atualizações periódicas do aplicativo que corrigem possíveis vulnerabilidades. Assim, é recomendado mantê-lo sempre atualizado. Outra forma de se proteger do golpe de clonagem, é habilitar a confirmação em duas etapas do aplicativo. Fazendo isso, em qualquer tentativa de registrar o número do WhatsApp será solicitado um PIN escolhido pelo usuário do número.

​Veja a seguir como habilitar essa confirmação no seu celular Android ou iPhone:

  1. Acesse o menu Configurações ou Ajustes do seu aplicativo.
  2. Toque em Conta.
  3. Toque em Confirmação em duas etapas.
  4. Toque em Ativar.
  5. Escolha um PIN (senha) de até seis dígitos.
  6. Insira um e-mail para recuperação de senha.
  7. Aguarde o processamento e a mensagem final. Se o celular for Android, clique em Concluído para confirmar.

Importante: não compartilhe o seu PIN do WhatsApp com ninguém. Desconfie de mensagens de desconhecidos que solicitem esse código ou qualquer outra informação privada.

Cuidado com outros aplicativos usados no dia a dia

Outros aplicativos também estão vulneráveis aos ataques, como e-mail, SMS, chamadas telefônicas, redes sociais, anúncios virtuais e dispositivos de armazenamento. Por isso, a atenção precisa ser redobrada em todos os ambientes. Confira algumas dicas para não cair em armadilhas de criminosos na web:

– Assuntos genéricos fazem você se envolver com a ação dos criminosos. Ex: em uma ligação, o atacante pergunta de um familiar e você responde o nome de alguém conhecido.

– Em mensagens escritas, observe a ortografia e o design das mensagens. Erros podem indicar uma fraude.

– Fique atento a promoções excessivamente vantajosas. Ex: “Passagens com 70% de desconto somente hoje” ou “Cadastre-se e ganhe esse relógio agora”.

– Nas trocas por e-mail ou SMS, sempre cheque o contato do remetente. Atenção: uma letra diferente muda tudo.

– Desconfia da autenticidade de uma mensagem? Não clique em seus links ou baixe seus arquivos.

– Casos fora do comum de solicitações de pagamentos ou informações merecem atenção especial. Verifique pessoalmente com o seu colega.

– As informações que você publica nas redes sociais também podem ser úteis para os atacantes. Cuidado com o que compartilha.

– Desconfie de ligações que pedem um código enviado por SMS. Atualmente, essa tática é usada em golpes de clonagem de WhatsApp. Solicite para ligarem mais tarde e confirme a informação original.

Em caso de situações suspeitas, comunique imediatamente a equipe de segurança da informação da ACSC, pelo e-mail seguranca.ti@acsc.org.br.

Previna-se de ataques no WhatsApp

2019.11.25



Sem Comentários

83 Visualizações

Deixe um comentário :