Educadoras do CSC-MG incentivam crianças a criar o hábito de estudo

Postado por admin

A equipe pedagógica do Colégio Santa Catarina de Juiz de Fora (MG) retomou o projeto criado há nove anos, que ajuda as crianças do Ensino Fundamental I no desenvolvimento do hábito de estudo. O “Bom em tudo, bom no estudo” é um trabalho permanente do Colégio, com o objetivo de ajudar os alunos na construção de hábitos saudáveis, inclusive o de estudar. Quando foi implantado, era voltado apenas para o 5º ano, visando à transição de segmento e de turno de aula. Porém, há quatro anos foi ampliado para todas as séries do Ensino Fundamental I.

Durante a semana em que o projeto acontece, as professoras e a equipe pedagógica responsável pela coordenação das atividades usam camisas no tom de amarelo. “Isso mostra envolvimento e participação, que são importantes para chamar a atenção das crianças. Além disso, a cor amarela significa atenção, luz, calor, descontração, otimismo e alegria. O amarelo simboliza o sol, a prosperidade e a felicidade. É uma cor inspiradora, que desperta a criatividade e estimula as atividades mentais e o raciocínio”, explica uma das integrantes da equipe, a psicóloga Anna Paula Gomes da Silva.

O trabalho é aperfeiçoado a cada ano, à medida que as ideias vão amadurecendo e novas demandas surgem. E a equipe introduziu tarefas em conjunto com a família. O objetivo é que a família ajude a criança para que o conceito vire atitude, que não seja apenas algo intelectual, mas algo concreto. Depois de cada encontro, a criança vai levar uma tarefa para desenvolver com a família. E a professora fica encarregada de compartilhar com o restante das educadoras o retorno disso.

O projeto prevê quatro encontros em cada turma, sempre trabalhando valores por meio de fábulas, da contação de histórias. “Nessa idade, o conteúdo das fábulas e os protagonistas são coisas que as crianças internalizam melhor. É algo mais próximo da realidade delas. Cada fábula traz uma lição de vida, que está ligada aos valores na construção de bons hábitos: respeito, responsabilidade, mudança de atitude e disciplina. Isso traz amadurecimento”, afirma a coordenadora do projeto, Dodó Grossi.

E os resultados são rapidamente percebidos: há uma diminuição no número de reclamações das professoras quanto ao não cumprimento de tarefas e, além disso, as crianças têm maior compromisso e se veem mais responsáveis pelos resultados.

2017.04.13



Sem Comentários

431 Visualizações

Deixe um comentário :