Dica Coopercredi: Viva intensamente o amanhã, assim como o hoje!

Postado por admin

Carpe Diem! É importante colher o dia de hoje, viver intensamente e aproveitar bem o presente, mas com responsabilidade, planejamento e atenção para o amanhã também. Afinal, colhemos sempre o que plantamos. É o que ensina o professor Marcos Silvestre na coluna desta edição. O coordenador do Programa de Reorganização e Orientação Financeira e Empreendedora da Coopercredi ACSC dá a receita para uma vida equilibrada, com base em um planejamento financeiro responsável e tendo como perspectiva a qualidade de vida plena.

Leia o texto completo:

Viva intensamente sim… mas o amanhã, assim como o hoje!

La dolce vita! A vida da gente é uma ocorrência pitoresca: começa de sopetão, sem você pedir, dura um certo tanto, sem a gente saber exatamente o quanto, e acaba de repente, sem que queiramos. Curta, fugaz… a única certeza que a gente tem é que a vida passará rápido. Por isso deve ser bem aproveitada. “Carpe diem” em latim, recomendação igualmente impactante em português: “colha o dia”. Já que o dia de ontem se foi, e o de amanhã ainda não chegou, colha o dia de hoje! Viva intensamente o hoje, até porque, amanhã…

Carpido! Até aí, tudo certo, tudo lindo. Mas toda boa filosofia de vida, se levada ao extremo, pode produzir efeitos colaterais nocivos à própria vida. Assim, da ideia original de aproveitar a vida (e alguém dotado de um mínimo de sanidade preferiria jogá-la fora?) surgiu o puro hedonismo imediatista. Para os hedonistas de plantão, só o que importa nesta vida é ter o máximo de prazer, e tudo junto ao mesmo tempo, tudo para hoje, como se não houvesse amanhã. Às favas com o legado do passado! Dane-se a esperança quanto ao futuro! A vida é essencialmente aqui e agora, e tem de ser prazerosa, oras!

Vai que… Para reforçar esta proposta de vivência com foco nas experiências gratificantes de curtíssimo prazo, alguns argumentam: “Vai que eu morro amanhã”! É, pode ser, ninguém sabe. Mas é improvável, estatisticamente muito improvável. Você que agora lê este artigo: pela graça do bom Deus, você estará vivo amanhã. E não só você: o sujeito a sua esquerda, as duas moças à direita, aquela senhora logo atrás. (Quase) todos estarão vivos amanhã… e uma coisa é certa: colherão amanhã os frutos do que terão plantado hoje!

Hoje X amanhã. Em nossa vida financeira, por exemplo, é bem assim: quem gastar hoje tudo o que ganha hoje, amanhã ficará comprometido. Sem poupar para o futuro, ele será sombrio. Todos temos grandes sonhos de compra e consumo para concretizar, além de eventuais emergências que podem requerer uma grana pronta, rápida. Ok, as emergências (graças ao bom Deus!), são raras. Mas os sonhos não, eles sempre se apresentarão, e pedirão a quantia certa para serem realizados!

Equilíbrio. Daquilo que você ganha hoje, a maior parte (2/3) pode gastar sem dó para bancar uma boa vida no presente imediato. Outro 1/3, aproximadamente, deve ser poupado e aplicado da seguinte forma: para a aposentadoria (10%), para comprar/trocar de carro (5%), para grandes viagens ou festas (5%), para a faculdade dos filhos (5%), e também para formar uma providencial reserva para a cobertura de emergências (5%). É lógico que estamos falando aqui de médias, que devem ser recalibradas de acordo com um planejamento financeiro responsável, feito para cada indivíduo e cada família. Só assim será possível viver com qualidade de vida plena, de hoje até o final, conquistando a prosperidade equilibrada, sustentável e duradoura!

*Autor: Prof. Marcos Silvestre | profe@coopercrediacsc.org.br
Coordenador do PROFE® Coopercredi ACSC – Programa de Reorganização e Orientação Financeira e Empreendedora. Economista com MBA em Finanças (USP), atua como orientador de famílias e educador em empresas (Metodologia PROFE®). Comentarista econômico do Grupo Bandeirantes de Rádio e TV, é autor de “Os 10 Mandamentos da Prosperidade” e dirige o site www.educarparaprosperar.com.br.

2017.07.11



Sem Comentários

1.417 Visualizações

Deixe um comentário :