Cultura popular: o poder da capoeira na humanização e socialização de crianças

Postado por admin

Desde o início, a Obra Social Santa Catarina de Juiz de Fora, gerida pela Associação Congregação de Santa Catarina, oferece para as crianças aulas de capoeira. Parte da identidade nacional, a capoeira tem sido responsável por uma transformação social para as crianças que frequentam o curso.

Mais do que aula de ritmo, a entidade trabalha junto aos alunos valores como ética, responsabilidade, solidariedade, união, entre outros. Isso estimula o desenvolvimento não só das técnicas, mas também das pessoas. A capoeira estabelece um diálogo corporal, estimula a improvisação, a necessidade de agir, o equilíbrio, assim como as noções de espaço, tempo, ritmo, música e compreensão da filosofia de jogo.

Ao todo 50 crianças são beneficiadas com a capoeira, que acontece 2 (duas) vezes por semana no horário oposto ao escolar. Em 2011 foram organizados 2 (dois) eventos abertos para a comunidade, no qual houve apresentação da roda de capoeira. Mais de 60 pessoas, entre familiares e comunidade, prestigiaram a apresentação das crianças. Como resultado, cria-se um maior vínculo familiar, ensinando os alunos a se respeitarem e a se relacionarem entre si, contribuindo diretamente para a redução da vulnerabilidade social das crianças. Afinal, a capoeira é uma ocupação para o corpo e para a mente.

Além desses resultados, a atividade melhora o condicionamento físico, as capacidades cardiovascular e respiratória e alivia o estresse. Dessa forma, a Obra Social de Santa Catarina acredita que contribui para a transformação social da comunidade em que está inserida, pois, através da educação, promove a saúde e a inclusão dos jovens.

2012.04.18



Sem Comentários

712 Visualizações

Deixe um comentário :