Criatividade, sustentabilidade e reconhecimento no CSC-JF

Postado por admin

Um antigo sonho da diretora geral do Colégio Santa Catarina (CSC – JF), Irmã Ernestina Lemos, foi concretizado no mês de maio, com o início do Curso de Artesanato. O objetivo é despertar talentos e incentivar a criatividade e a sustentabilidade, mostrando que é possível fazer belos enfeites e objetos com materiais que, normalmente, teriam como destino o lixo. “Hoje é um marco para o nosso colégio. Estou muito feliz e esperançosa com esta iniciativa”, afirmou a diretora.

O curso é voltado para alunos do 6º ao 9º anos do Ensino Fundamental II. As aulas serão ministradas pela professora voluntária Rosane Loures, todas as quartas-feiras, na parte da tarde. São duas turmas de 15 alunos cada: uma das 13h30 às 15h15 e outra das 13h45 às 17h30. O primeiro encontro contou com a presença de um responsável, a fim de que a professora pudesse explicar a metodologia do curso, falar dos materiais que serão necessários e apresentar alguns dos objetos que os estudantes vão aprender a confeccionar. “A base do nosso trabalho será sucata. Tudo o que poderia ir para o lixo, mas pode virar artesanato, como, por exemplo, vidros de azeite ou azeitona, latas de achocolatado, garrafinhas de leite de coco, caixas de sapato. Tudo isso, com criatividade, nós temos como reaproveitar e recriar”, ressaltou a professora.

Já no mês de junho, o CSC-JF recebeu o título de entidade benemérita, a condecoração mais alta do poder Legislativo, que reconhece os serviços prestados pela instituição à sociedade. A solenidade foi realizada no plenário da Câmara Municipal e contou com a presença da Irmã Ana Maria  Silva, do orientador espiritual do CSC – JF, padre José Leles, da coordenadora geral do CSC, Izabel Loures Nunes, além dos vereadores Julio Gasparette, Ana Rossignoli, Vagner de Oliveira e Wanderson Castelar.

Autora do projeto de lei que concedeu o título ao CSC, a vereadora Ana Rossignoli listou seus argumentos para tal proposta. “Falar do Colégio Santa Catarina não é como falar de uma simples escola, de uma simples instituição. Falar do Santa Catarina é falar de inclusão social, é falar de cultura social, moral, espiritual. É falar da competência no enfrentamento de soluções. Falar do Colégio Santa Catarina é como se estivéssemos falando do espírito de solidariedade, de cumplicidade acadêmica que desenvolve não somente com os discentes, mas também com os docentes e comunidade escolar. No dia de hoje, em nome desta Casa Legislativa, com proposta aprovada por unanimidade, por todos os vereadores, nós queremos, não somente parabenizar o Colégio Santa Catarina, mas queremos também externar os nossos cumprimentos aos professores, coordenadores, direção, alunos, funcionários que colaboraram e colaboram com a construção da excelência e qualidade de ensino”, proferiu.

2014.06.24



Sem Comentários

520 Visualizações

Deixe um comentário :