CRI Norte realiza intervenção de alerta à Depressão

Postado por admin

Dia 30 de setembro foi a data escolhida para conscientizar as pessoas sobre a doença considerada a mais incapacitante do século: a depressão. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a cada ano, cerca de 400 milhões de pessoas sofrem de depressão e a maioria não sabe que está com a doença. Tal desconhecimento leva, geralmente, à falta de tratamento ou terapia pouco adaptada.

Pensando em aproximar os usuários e colaboradores dessa temática, o Setor de Psicologia do CRI Norte (SP) realizou uma intervenção com a exibição de um vídeo ilustrativo que enfatizava as fases, sintomas e como a pessoa depressiva se sentia. Foi aberto um espaço para bate-papo, com troca de experiências e depoimentos de idosos que enfrentaram a depressão e puderam dar novos sentidos à vida. O local também contou com exposições de imagens de artistas que encararam a doença e um espaço para registros pessoais de acordo com as percepções de cada um sobre a temática e o impacto que esse encontro provocou.

Entre os relatos apresentados pelos idosos, três deles chamaram mais atenção, pois sinalizaram tentativas de suicídio em alguma fase da vida e também um pedido de ajuda. De acordo com o médico geriatra da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG), Ulisses Cunha, a causa mais frequente para o suicídio é a depressão não diagnosticada, não tratada ou inadequadamente conduzida. Ele aponta que aproximadamente 70% dos casos de suicídio, nesta fase da vida, podem ser atribuídos à depressão. Segundo a SBGG, em geral, o grupo de risco responsável por 80% dos casos, nesta faixa etária, corresponde a pessoas acima dos 65 anos e do sexo masculino.

2016.10.10



2 Comentários

703 Visualizações

  1. Ivanete disse:

    Parabenizo vocês por todas as ações que fazem em prol dos idosos!Em nome da minha família dos que já foram cuidados e os que ainda são!

  2. Ivanete disse:

    Parabenizo vocês por todas as ações que fazem em prol dos idosos!Em nome da minha família dos que já foram cuidados e os que ainda são! Mil vezes vou continuar agradecendo pelas matérias relevantes que nos orientam e esclarecem para cuidar melhor dos nossos idosos!

Deixe um comentário :