Começa a caminhada de preparação para o Natal

Postado por admin

No último domingo, 27 de novembro, é celebrado o Advento.

Advento significa preparação para a vinda do Messias na carne quente e humana de Jesus Cristo na festa do Natal. Advento simboliza ainda a preparação da humanidade para a chegada do Salvador do Mundo. E Ele já veio. Por isso não deveria em si haver mais o tempo do advento. O tempo da espera e das trevas já passou e andamos à luz do Esperado que já irrompeu.

Por que então festejamos ainda o advento? Não é só um rito litúrgico e um tempo que prepara o Natal? Não. O advento é também o nosso tempo, depois da encarnação de Deus. É verdade que Deus veio de forma definitiva para dentro de nossa pequenez, mas, apesar disso, Ele é sempre aquele que ainda deve vir e continua chegando para cada um e para todo o mundo.

O advento cristão professa: em alguém, em Jesus, Deus se manifestou totalmente. Nele a espera expirou. Para nós, advento significa então: esperar e preparar-se para que aquilo que se revelou em Cristo se revele também em nós. Enquanto isso não acontecer, suplicamos como os primeiros cristãos: Vem, Senhor Jesus! Vem! É o nosso advento cristão.

Autor: Leonardo Boff

Então, vem!

Se não for pedir demais, Senhor,
Vem montar tua tenda entre nós!
De novo, não te receberemos bem,
fica já sabendo.
Não é que não precisamos de ti.
Ao contrário, precisamos e muito.
O problema, Senhor, é termos feito,
Desde sempre, péssimos ensaios.
Recebemos mal os que imploram vida!
Os concebidos e não queridos,
os nascidos e mal-amados,
os crescidos e não entendidos,
os adultos, mal pagos, não respeitados,
os idosos e descartados.
Nossa tecnologia de acolhimento
Tem regredido milhões de anos-luz.
Nosso afeto virou conhecimento de
anatomia.
Nossas palavras escondem o que somos
e o que desejamos!
Nosso olhar cristalizou-se;
a luz não nos chega mais.
Ouvimos como ato reflexo: não
ouvimos nada.
Sentir/ sentimento – produto em extinção.
Ficamos – simplesmente.
Ficamos justapostos. Multidão.
Solidão.
O universo que é o outro me desafia.
“Deixa o outro pra lá!”
Nossa sociedade acostuma-se.
Não devia, mas acostuma-se
com chacinas, corruptos, doenças,
com propinas, massacres, fome!
Nossos corações se contentam!
Contentaram-se com TV, superficialidade,
com clips, salgadinhos e mac-coisas!
Não dá, Senhor!
Nossa vida perde gosto, intensidade.
Perdemos o tempo,
o tempo de amar,
de viver,
de sonhar,
de construir
o tempo de ser feliz!
Tua presença dá profundidade
Tu resgatas sentido,
recuperas valor,
restauras momentos,
remontas vidas,
ressuscitas a esperança!
Vem!
Reconstrói tua tenda
nas praças de nossas cidades,
no átrio de nossas igrejas,
no quintal de nossas casas,
no meio de nossas salas,
no coração de cada um de nós!
Quem sabe, alguém te dê o calor
das palhas de uma manjedoura!

(Chico Sedrez )

 

 

2011.11.28



Sem Comentários

295 Visualizações

Deixe um comentário :