Captação de água da chuva – Lar Madre Regina

Postado por admin

Considerada um recurso natural raro, a água deve ser poupada e reaproveitada ao máximo, sendo que apenas 1% da água existente no planeta está disponível para consumo. Diante desta realidade e preocupado com questões relacionadas à sustentabilidade do planeta, o Lar Madre Regina implantou um sistema inovador de aproveitamento de água da chuva.

De acordo com o gerente executivo do Lar, Gerson Ribeiro Magalhães, o sistema, que coleta cerca de 60 mil litros de água por chuva, é realizado por gravidade, ou seja, sem a necessidade de outra energia (elétrica ou a diesel) envolvida no processo. “Coletamos a água do telhado por meio de calhas e, em uma determinada localidade do terreno, aproveitamos o desnível para captar a água pelo próprio solo”, explica o gerente.

Segundo Gerson, o projeto de reuso de água foi criado com o objetivo de contribuir com a preservação do meio ambiente e garantir uma atuação sustentável do Lar, que fica instalado em um terreno de mais de 22 mil m², sendo aproximadamente 17 mil m² de áreas verdes e pátios externos. “Atualmente, abrigamos 79 idosos, que em geral são dependentes desde os cuidados com a alimentação até os aspectos de higiene. Além deste belo trabalho de assistência social, temos a responsabilidade de preservar o nosso planeta, não apenas para os nossos idosos, mas também para as suas gerações”.

Mesmo tendo a isenção do pagamento de consumo de água, autorizado pelo Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Guarulhos, o Lar Madre Regina adota diversas outras práticas voltadas à conscientização sobre o assunto, como estimular o fechamento da torneira durante a escovação dos dentes e o uso consciente do chuveiro.

Vale pontuar ainda que o projeto de aproveitamento de água da chuva feito pelo Lar Madre Regina, foi previsto no seu planejamento estratégico e está alinhado com as diretrizes de responsabilidade socioambiental da Associação Congregação de Santa Catarina.

Sistema para captação de água da chuva

 

Referência de sustentabilidade

Todo o investimento feito pela Associação Congregação de Santa Catarina no Lar Madre Regina em prol da sustentabilidade ambiental, já o torna uma referência, por isso a convite da Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes do Estado de São Paulo (Fehosp), o especialista corporativo de responsabilidade ambiental, Francisco Silvério Neves, realizou uma vídeo conferência sobre Sustentabilidade, no fim de novembro. Durante sua apresentação, Neves apresentou dois casos de sucesso, o do Lar Madre Regina (coleta de água da chuva) e Captação de Energia Solar para aquecimento água do Amparo Maternal.

“Abordamos a escassez de água e energia elétrica no Brasil, e a importância deste trabalho desenvolvido nas entidades da ACSC, focando da importância da Responsabilidade Ambiental por todos nós”, revela o especialista.

Participaram do evento, 38 Instituições da área da Saúde, sendo que 25 delas atuam fora do Estado de São Paulo.

O evento faz parte do calendário de atividades do Educasus, que visa aprimorar a gestão das unidades de saúde em todo o País, permitindo que o processo de educação permanente se perpetue. Com isso, o aprendizado, a implantação de projetos, treinamentos em temas de relevância e a troca de experiências entre as entidades sejam amplamente divulgados e partilhados, contribuindo para a profissionalização.

Para Antônio Carlos Nunes de Azevedo, diretor corporativo de filantropia da Associação Congregação de Santa Catarina, a divulgação das práticas ambientais existentes na entidade, bem como a participação no Educasus em outros temas, vai ao encontro da missão da entidade – Perpetuar o legado de Madre Regina Protmann, mobilizando esforços para uma filantropia autossustentável nas áreas da saúde, educação e assistência social –, reforçando que, “a sustentabilidade ambiental é pauta permanente de preocupação, debate e ações nas Casas da entidade”, finaliza.

2014.02.25



Sem Comentários

617 Visualizações

Deixe um comentário :