Brigada de Emergência do HSI é preparada para situações de sinistro

Postado por admin

Sessenta e cinco colaboradores fazem parte da Brigada de Emergência do Hospital Santa Isabel (SC). Assim, a instituição conta com apoio de pessoas preparadas para eventos adversos que necessitem de ação imediata. Além dos Brigadistas, o HSI possui um plano de emergência e abandono, cujo objetivo é descrever orientações e procedimentos a serem seguidos pelos colaboradores, pacientes, acompanhantes e visitantes do Hospital Santa Isabel quanto à ocorrência de princípio de incêndio, sinistros e possível abandono das instalações. Os dois principais riscos da instituição são incêndio e enchentes. A Brigada de Emergência é coordenada pela Técnica em Segurança do Trabalho, Luciane Froner.

Além dos 75 brigadistas treinados para atuar em situações de sinistro, o HSI possui sistema de alarme endereçável com acionamento manual, onde qualquer pessoa dentro da edificação poderá acioná-la e, assim, alertar sobre o princípio de incêndio; hidrantes localizados por toda sua estrutura contando com uma reserva técnica de 150 mil litros de água; 179 extintores de incêndio adequados ao risco, com suas manutenções periodicamente realizadas; iluminação de saída e emergência; portas corta fogo; escada de emergência; elevador com sistema de energia independente para transporte quando o fornecimento de energia não estiver operante e heliponto para transporte de pacientes.

A Brigada de Emergência implantou quatro pontos de encontro no Santa Isabel, para servir de referência em caso de sinistro. Eles estão: na cafeteria do pátio, na entrada de ambulâncias para o Raio-X, no almoxarifado da manutenção e no estacionamento de ambulâncias do Serviço de Emergência. Onde pacientes e colaboradores serão abrigados no momento do sinistro.

O plano de abandono foi implantado em 2014, onde passou a contemplar a classificação de evasão dos pacientes descrevendo as ações a serem seguidas em caso de abandono de edificação.

Classificação de pacientes

Os pacientes internados no Hospital Santa Isabel são identificados assim que entram na unidade. A divisão é em três cores:

Verde – pacientes que podem caminhar sozinhos. Em caso de abandono, um colaborador pode acompanhar vários pacientes classificados com a cor verde.

Laranja – pacientes que apresentam restrição ao movimento e precisam de ajuda para se locomover.

Azul – pacientes com total dependência (estão sob sedação ou em procedimento cirúrgico). Serão retirados com ajuda especializada.

Fotos:

2020.01.21



Sem Comentários

101 Visualizações

Deixe um comentário :