Bem Maior: conheça o impacto das obras sociais da ACSC

Postado por admin

A Associação Congregação Santa Catarina tem como propósito a solidariedade e a prática do bem, por meio de um olhar atento para a comunidade. Esta missão de acolher e cuidar do ser humano durante todo o ciclo da vida foi inspirada em Madre Regina Protmann, que, aos 19 anos, saiu de seu conforto familiar para educar e cuidar de pessoas que precisavam de auxílio, fundando a partir daí a Congregação das Irmãs de Santa Catarina há mais de 400 anos.

Hoje, a ACSC mantém vivo o legado de Madre Regina por meio do trabalho filantrópico realizado por todos os nossos colaboradores, em 23 Casas, nos segmentos de Saúde, Educação e Assistência Social. Deste total, seis das nossas Casas desenvolvem trabalhos com foco centrado em ações sociais, propiciando um atendimento digno e gratuito para pessoas em situação de vulnerabilidade social: o Hospital Amparo Maternal (SP), o Lar Madre Regina (SP), a Obra Social Santa Catarina (MG), a Creche Monteiro Lobato (MG), a Creche São José do Itamarati (RJ) e o Colégio e Creche Santa Catarina (RJ).

Somente em 2018, nossas Obras Sociais beneficiaram diretamente mais de 7.500 pessoas. Saiba mais sobre o trabalho realizado nestas Casas:

Hospital Amparo Maternal (SP) – Realiza, em média, mais de 600 partos por mês pelo SUS. A equipe trabalha com o estímulo ao parto natural, por isso, 75% dos procedimentos realizados são normais. Também há o trabalho das doulas, que contribuem para que a gestante tenha um parto humanizado. O Amparo conta também com um Centro de Acolhida, que acolhe gestantes antes, durante e após o nascimento do bebê. As mães atendidas, em sua maioria, são moradoras de rua ou refugiadas, têm acesso a cursos profissionalizantes para se recolocar no mercado de trabalho. Neste ano, o Hospital inaugurou quatro novas salas de PPP (pré-parto, parto, pós-parto).

Fotos:

Lar Madre Regina (SP) – Acolhe 80 idosos em situação de vulnerabilidade social ou relacional. Possui 40 quartos semi-privativos com ampla área interna destinada para recreação. A instituição é referência na garantia e proteção de direitos a pessoas idosas e realiza um trabalho de fortalecimento dos vínculos familiares, prestando assistência ao idoso de forma humana e digna. Neste ano, foi inaugurada a sala de inclusão digital, para que os moradores tenham acesso à internet e o trabalho de Terapia Ocupacional, com oficina de Mosaico. Além disso, houve a modernização do jardim, do salão de beleza, a ampliação do espaço de fisioterapia e a reforma das acomodações.

Fotos:

Obra Social Santa Catarina (MG) – A Obra foi instalada estrategicamente no bairro Jardim Casablanca, um dos que apresentam maior vulnerabilidade social em Juiz de Fora. A Casa atua com projetos nas áreas da saúde, educação e assistência social. No escopo de trabalho, há oficinas gratuitas de Capoeira e Flauta, Costura Industrial, Ginástica para a Terceira Idade e Atendimento Psicológico, sempre com olhar sensível para o ser humano.

Fotos:

Creche Monteiro Lobato (MG) – Da mesma forma que a Obra Social, a Creche foi instalada estrategicamente para atender os bairros da Zona Leste de Juiz de Fora, onde se encontra, também, comunidades em situação de vulnerabilidade social. Atualmente, atende cerca de 180 crianças, de 3 meses a 3 anos. As educadoras realizam atividades com as crianças, que trazem seus significados a partir do contexto social, histórico e geográfico no qual estão inseridas.

Fotos:

Creche São José do Itamarati (RJ) – Oferece atendimento a 170 crianças, de 1 a 4 anos, em período integral, com o compromisso de oferecer uma educação de qualidade e transformadora em uma região de muita pobreza. Com 40 colaboradores, a Creche oferece apoio espiritual, refeições diárias, atividades pedagógicas e lúdicas, laboratório de informática e orientações de higiene. Além disso, há um trabalho de reintegração dos pais com a comunidade e entidades locais, projetos de sustentabilidade e preservação do meio ambiente.

Fotos:

Colégio e Creche Santa Catarina (RJ) – Com 121 anos, possui uma excelente infraestrutura para atender 160 alunos na Educação Infantil. A Casa se orienta por uma abordagem humano-cristã, no qual o ensino é centrado no aluno. A Casa oferece também cursos e atividades para jovens e adultos, há o Técnico em Enfermagem, Ensino Fundamental EJA 1º, Costura Básica Industrial, Curso de Cuidador de Idosos, Formação de Adolescentes e Oficina de Ervas.

Fotos:

A gerente corporativa de Captação de Recursos, Marlis Bergmann, explica que a estrutura corporativa da área tem por objetivo garantir recursos para as ações sociais e ampliar recursos para novos projetos. “Existe uma oportunidade muito grande de ampliar os recursos de doação para a ACSC, pois a cultura de investimento em ações sociais vem crescendo no mercado brasileiro. Um exemplo são as ações do ano de 2018: o jantar beneficente SERVIR, que arrecadou mais de R$ 1 milhão, os Bazares realizados nas Casas, que arrecadaram mais de R$ 260 mil e as emendas parlamentares que destinaram R$ 7 milhões para oito Casas em cinco Estados do Brasil”, conta.

Além destas Casas, que trabalham essencialmente com o público vulnerável, todas as unidades da ACSC praticam ações solidárias com impacto positivo na sociedade. A acolhida humana e sensível das pessoas que buscam atendimento em nossas Casas é o princípio que nos norteia, inspirado pelo carisma e trabalho das Irmãs. “Tudo o que a gente faz é por amor ao próximo. Nossa prioridade é cuidar bem das pessoas”, explica Marlis. A gerente salienta que ao captarmos recursos, estamos trazendo parcerias para ampliar a nossa capacidade de cuidar e transformar vidas.

O que dizem os colaboradores?

Devido ao propósito geral da Associação, trabalhar na ACSC já desperta um sentimento de alegria. Porém, quem trabalha diariamente e diretamente com o público destas comunidades tem uma visão privilegiada do que é a solidariedade. Pedimos a ajuda de algumas colaboradoras para ajudarem a mensurar esse grande trabalho. Confira!

Maria das Mercedes Palomino
Cuidadora de Idosos – Lar Madre Regina (SP)

“Trabalho no Lar Madre Regina há 6 anos, iniciei como voluntária. Hoje, atendo idosos em situação de vulnerabilidade social e abandono afetivo. Aqui, temos uma responsabilidade muito grande, pois somos a verdadeira família deles. Oferecemos um serviço de qualidade e humanizado, e o principal: em um ambiente seguro.”

Renata Porto
Professora – Creche Monteiro Lobato (MG)

“Trabalhar na Creche Monteiro Lobato é sentir que posso contribuir para o crescimento emocional, cognitivo e psicológico das crianças. Sou grata por acompanhar o desenvolvimento delas e, também, auxiliar os pais neste processo tão bonito que é educar. A solidariedade é uma das maneiras mais fáceis de conhecermos os mais diferenciados sentimentos positivos.”

Maria Ângela dos Santos Araujo
Professora – Creche São José do Itamarati (RJ)

“Todos os dias é como se fosse o primeiro, e já estou aqui há 9 anos. Recebi a nobre função de participar da primeira educação das crianças da nossa comunidade e, desta forma, consegui florescer como profissional e a crescer como ser humano. Gratidão à Irmã Guizzo por ter me acolhido e, a Deus, peço que continue me dando forças para seguir com a minha missão.”

Miriam Costa
Instrutora de Aprendizagem Industrial e Artes Manuais – OS-Santa Catarina (MG)

“Sou instrutora há sete anos e durante as aulas, além do conteúdo da oficina, trabalho temas de resgate da autoestima. Digo que a Obra Social é uma extensão da minha casa porque sinto prazer em ajudar as pessoas a se descobrirem. Já ouvi de uma aluna que, após o curso, ela encontrou sentido para continuar vivendo. Esse reconhecimento não tem preço!”

Cristiane Souza
Professora – Colégio e Creche Santa Catarina (RJ)

“Trabalhar nesta Instituição muito me orgulha, pois fazer o bem é perpetuar o legado de nossa Madre Fundadora, Madre Regina, que tinha, em primeiro lugar, o pobre, o marginalizado. Sou imensamente grata por vivenciar lindas e sofridas experiências, que nos dá a oportunidade de crescer e melhorar a cada dia.”

Márcia Cristina Damaceno Silva
Professora de Costura – Colégio e Creche Santa Catarina (RJ)

“O que tenho observado nestes sete meses de trabalho é que as alunas vêm às aulas com muito empenho e dedicação. Sinto imensa gratidão ao ver que a ACSC se preocupa em promover pessoas menos favorecidas com dignidade, respeito e compromisso. Amor ao próximo é o que nos move.”

2018.12.21



Sem Comentários

293 Visualizações

Deixe um comentário :