ACSC entrega diploma à 1ª turma do curso de Ciência da Melhoria na Prática (ISIA) do Salus Vitae e IHI elogia resultados

Postado por admin

No dia 8 de agosto aconteceu a formatura da 1ª turma do programa Salus Vitae com 21 equipes pertencentes ao ISIA (“Improvement Science In Action” ou Ciência de Melhoria em Ação), no Auditório Dr. Benedito Augusto de Freitas Montenegro, do Hospital Santa Catarina (SP).

A formatura contou com a participação de representantes das equipes, os líderes das Casas, além da Diretoria Corporativa de Saúde, Medicina e Segurança do Paciente, responsável pela idealização do programa, e de Katherine Luther, vice-presidente do Institute for Healthcare Improvement – IHI, renomada entidade internacional especializada no aprimoramento de instituições de saúde, e parceira da ACSC nesta iniciativa.

Ao todo, foram 9 meses de trabalho, de junho de 2015 a março de 2016, em que 21 equipes das Casas da Saúde e Assistência Social (Lar Madre Regina e Residencial Santa Catarina) trilharam uma jornada na utilização da metodologia da Ciência da Melhoria para resolver diferentes problemas relacionados ao cuidado.

Na avaliação da diretora corporativa de Saúde, Medicina e Segurança do Paciente, Dra. Camila Sardenberg, o programa foi um sucesso. “O ISIA superou minhas expectativas pois os profissionais de saúde conseguiram, com êxito extraordinário, mudar e melhorar o trabalho que fazem para reduzir o sofrimento dos nossos pacientes. Temos, na ACSC, profissionais engajados e dispostos a sair da zona conforto por um resultado melhor. Fica claro que investir no desenvolvimento, dar recursos e autonomia para os profissionais da assistência direta ao paciente são decisões acertadas”, comemora.

A representante do IHI, Katherine Luther, também engrossou o coro de elogios ao Salus Vitae. “Este é um dos melhores resultados que já vimos no mundo todo e que os elevam à condição das melhores organizações de saúde do mundo”.

O programa Salus Vitae não é sobre redução de danos, mas redução de sofrimento para pacientes e familiares. Trata-se de um programa composto por três pilares: Liderança de Alto Impacto, Comunidade de Aprendizado (Colaborativa) e Ciência da Melhoria na Prática (ISIA). Espera-se que o programa ajude a proporcionar ao paciente um cuidado seguro, eficiente, efetivo e oportuno, centrado na pessoa.

A gerente corporativa médica, Dra. Camila Lajolo, espera que as equipes continuem utilizando a Ciência da Melhoria não apenas para sustentar os resultados, mas também para disseminá-los para além das unidades piloto e para outros problemas, que estejam ou não relacionados ao cuidado. “Algumas equipes já estão disseminando o aprendizado para outras unidades. Costumamos dizer que todos têm dois trabalhos: fazer seu próprio trabalho e melhorá-lo”, explica.

Segundo a médica, participar e acompanhar de perto as equipes em sua jornada pela melhoria foi uma experiência muito rica. “Ver seu crescimento e aprendizado me trouxe muita alegria. Minha função é ajudá-las a serem bem sucedidas e a reduzirem cada vez mais o sofrimento para o paciente, que é o objetivo principal do Salus Vitae”, comemora.

Com o apoio contínuo da diretoria às equipes, os trabalhos agora seguem em frente. Já está confirmada uma call para setembro com todos os participantes da primeira turma.

No final do evento de formatura, os participantes receberam o diploma e ouviram palavras de acolhida da presidente do Conselho de Administração da ACSC, Irmã Lia Gregorine, que foi direta ao dizer “apenas três coisas: obrigada, coragem e não desistamos. Fiquem com Deus”.

2016.08.16



Sem Comentários

779 Visualizações

Deixe um comentário :