ACSC conquista o Selo Prata do Programa GHG Protocol

Postado por admin

Os esforços das Casas da ACSC em coletar e enviar os dados ambientais para a área de Engenharia e Sustentabilidade ajudou a Associação a participar da publicação do inventário das emissões de Gases do Efeito Estufa (GEE). Dessa forma, foi possível conquistar o Selo Prata ao aderir ao Programa Brasileiro do GHG Protocol (FGV). Esse selo é o reconhecimento concedido a empresas que possuem alta integralidade de transparência nas informações divulgadas no inventário de emissões de GEE

O Programa Brasileiro GHG Protocol é uma ferramenta internacional de mensuração e padrões de qualidade no gerenciamento de GEE. Ele tem como objetivo estimular a cultura corporativa para a elaboração e publicação de inventários de emissões de gases. Dentre as características dessa ferramenta, destacam-se o fato dela oferecer uma estrutura para contabilização de GEE, seu caráter modular e flexível, a neutralidade em termos de políticas (ou programas) e, ainda, o fato de ser baseada em um amplo processo de consulta pública. O inventário está disponível no endereço: https://rpe-gvces.s3.amazonaws.com/tmp/cache/pdf/b5586941/associacao-congregacao-de-santa-catarina.pdf.  

A ACSC obteve uma queda acentuada nas emissões do Escopo 2 (Aquisição de Energia Elétrica) devido ao tipo de energia que vem comprando nos últimos anos, sendo parte da energia gerada de fontes renováveis. As informações geradas nos inventários de GEE podem ser aplicadas nos relatórios e questionários de iniciativas, tais como o Carbon Disclosure Project (CDP), Índice Bovespa de Sustentabilidade Empresarial (ISE) e Global Reporting Initiative (GRI). Uma das iniciativas de destaque do Programa Brasileiro, considerada pioneira em todo o mundo, foi a criação do Registro Público de Emissões e da área pública para consulta dos inventários das empresas e de estatísticas por setor.

O Registro Público de Emissões é uma plataforma online pioneira no Brasil, que auxilia as organizações na produção e divulgação de seus inventários de emissões de GEE. O objetivo é aumentar a transparência na divulgação dos dados, estabelecer benchmarks setoriais e sensibilizar o público para a questão das mudanças climáticas.

“Agradecemos todas as Casas que ajudam, diariamente com ações e mensalmente enviam para a área de Engenharia e Sustentabilidade os dados para a transparência do resultado. Precisamos trabalhar juntos com as informações, verificando as possibilidades de diminuir as emissões diretas, que são aquelas emitidas devido as atividades desenvolvidas pela ACSC, como, por  exemplo, consumo de Óxido Nitroso, GLP, gases utilizados em ar-condicionado, entre outros”, comenta o especialista corporativo de Responsabilidade Ambiental, Francisco Silvério Neves.

Equipe de Engenharia e Sustentabilidade

2019.08.27



Sem Comentários

187 Visualizações

Deixe um comentário :