Ações para incentivar a economia de água e energia

Postado por admin

Atualmente, 40% da população do planeta já sofre as consequências da falta de água. Além do aumento da sede no mundo, a falta de recursos hídricos tem graves consequências econômicas e políticas para as nações. A diminuição da água no mundo é constante e, muitas vezes, silenciosa. Seus ruídos tendem a ser percebidos apenas quando é tarde para agir. Em grande parte do Brasil a falta de água já é uma triste e constante rotina. Pensando nisso, algumas Casas da Associação Congregação de Santa Catarina estão promovendo ações para incentivar a economia de água e energia.

O grupo de Humanização do AME Itapevi (SP), por exemplo, iniciou em fevereiro o ciclo de palestras 2015 em parceria com a escola André Franco Montouro. A primeira palestra foi ministrada pela enfermeira Débora Ribeiro para cerca de 40 adolescentes da escola e teve como tema “A Higiene Pessoal em meio à falta d’agua”. A palestra teve como finalidade atentar e orientar os participantes sobre a importância da higiene pessoal e sobre como realizá-la em meio a falta d’água, com o uso racional dos recursos.

O Hospital Estadual Central (Vitória – ES) também tomou algumas atitudes para minimizar o consumo de recursos hídricos e elétricos, tais como: a regulagem da boia dos sanitários de cinco para dois litros, a troca das torneiras de rosca por torneiras automáticas, e a instalação de esguicho no bocal das mangueiras para reduzir o consumo de água nas áreas externas e no cuidado do jardim. Para reduzir o consumo de energia elétrica, que também é uma preocupação, o HEC está retirando uma lâmpada de todas as luminárias dos corredores e trocando as que ficarão por lâmpadas mais potentes.

2015.04.06



Sem Comentários

466 Visualizações

Deixe um comentário :