HEC contribui na elaboração do protocolo nacional de tratamento de AVC

Postado por admin

Referência no tratamento de casos de acidente vascular cerebral (AVC), o Hospital Estadual Central (ES) precisou alterar o fluxograma de atendimento de pacientes com o novo coronavírus (Covid-19) e AVC isquêmico agudo. Para isso, a equipe de neurologia e neurointervenção colaborou na elaboração do protocolo nacional denominado “Tratamento do acidente vascular cerebral agudo e procedimentos neurointervencionistas urgentes durante a pandemia de Covid-19: Recomendações do Departamento Científico de Doenças Cerebrovasculares da Academia Brasileira de Neurologia, da Sociedade Brasileira de Doenças Cerebrovasculares e da Sociedade Brasileira de Neurorradiologia”.

O documento foi publicado, no último dia 30, na principal revista científica de neurologia do Brasil, “Arquivos de Neuropsiquiatria”. O médico neurointervencionista Leandro de Assis Barbosa e o neurologista José Antônio Fiorot Júnior, ambos atuantes no HEC, estão entre os autores citados na publicação.

Nos últimos três meses, a neurologia, a neurocirurgia, a neurointervenção e a unidade de AVC do HEC passaram a ser referência para todos os casos de AVC isquêmico (AVCI), AVC hemorrágico (AVCH), hemorragia subaracnoidea (HSA), trombose venosa cerebral (TVC), tumores cerebrais e tumores medulares de toda a macrorregião metropolitana do Espírito Santo. Isso engloba mais de dois milhões de habitantes, contemplando todo o atendimento a essas patologias, que antes também eram atendidas por outros hospitais da rede pública estadual.

“Essa nova demanda gerou um aumento de mais de 100% nas internações relacionadas aos diagnósticos de AVCI, AVCH, HSA e TVC, que saltaram de aproximadamente 100 por mês para mais de 200 no mês de junho. Consequentemente, houve aumento nas indicações de trombectomia mecânica (no tratamento do AVCI) e embolização (no tratamento da HSA), que são procedimentos de alto custo”, explica Fiorot.

Para permitir a oferta de atendimento com qualidade para toda essa nova demanda, o HEC implementou profundas mudanças na rotina assistencial. As equipes presenciais de neurologia e neurocirurgia tiveram o número de plantonistas dobrado, e também houve aumento dos profissionais da equipe de clínica médica e da equipe multidisciplinar.

SAMU AVC

2020.07.14



Sem Comentários

270 Visualizações

Deixe um comentário :