22 de agosto – Você conhece os benefícios do Aleitamento Materno?

Postado por admin

De acordo com a última pesquisa do Ministério da Saúde, de 2009, 41% das crianças menores de seis meses recebem exclusivamente leite materno e 67,7 % mamam na primeira hora de vida. O tempo médio de aleitamento materno aumentou um mês e meio de 1999 a 2008, passando de 296 para 342 dias.

A amamentação exclusiva é a estratégia mais eficaz na redução da mortalidade infantil. Estima-se que ações de promoção do aleitamento materno e da alimentação complementar saudável sejam capazes de diminuir, respectivamente, em até 13% e 6% a ocorrência de mortes em crianças menores de cinco anos em todo o mundo.

O leite materno é um alimento completo. Isso significa que, até os seis meses, o bebê não precisa de nenhum outro alimento (chá, suco, água ou outro leite). Depois dos seis meses, a amamentação deve ser complementada com outros alimentos.

É bom que o bebê continue sendo amamentado até dois anos ou mais. Quanto mais tempo o bebê mamar no peito, melhor para ele e para a mãe.

Benefícios para o bebê

  • O leite materno tem tudo o que o bebê precisa até os 6 meses, inclusive água, e é de mais fácil digestão do que qualquer outro leite, porque foi feito para ele.
  • Funciona como uma verdadeira vacina, protegendo a criança de muitas doenças.
  • Além disso, é limpo, está sempre pronto e quentinho.
  • A amamentação favorece um contato mais íntimo entre a mãe e o bebê.
  • Sugar o peito é um excelente exercício para o desenvolvimento da face da criança, ajuda a ter dentes bonitos, a desenvolver a fala e a ter uma boa respiração.


Benefícios para a mãe

 

  • Reduz o peso mais rapidamente após o parto.
  • Ajuda o útero a recuperar seu tamanho normal, diminuindo o risco de hemorragia de anemia após o parto.
  • Reduz o risco de diabetes.
  • Reduz o risco de câncer de mama e de ovário.
  • Pode ser um método natural para evitar uma nova gravidez nos primeiros seis meses desde que a mãe esteja amamentando exclusivamente (a criança não recebe nenhum outro alimento) e em livre demanda (dia e noite, sempre que o bebê quiser) e ainda não tenha menstruado.

Mais do que uma questão de saúde, amamentar é um ato de amor.

 

2013.08.22



Sem Comentários

330 Visualizações

Deixe um comentário :